Jornada de Biologia debate técnicas de biotério e a interação entre formigas e plantas.

Professor Vanderlei diz que minoria das espécies de formigas causa prejuízos às plantas.
A interação entre formigas e plantas e o manejo e uso de animais de laboratório. Os temas foram pautados nos mini-ID_CURSOs da V Jornada Acadêmica de Ciências Biológicas da UNIGRAN. Vanderlei Berto, coordenador do ID_CURSO de Biologia, debateu as formas interativas entre plantas e formigas e a professora Perla Loureiro, as atividades desenvolvidas com os animais de laboratório, no biotério. A Jornada, com o tema “Educar para preservar” encerrou no sábado (16) e durante a semana contou mini-ID_CURSOs e palestras. No aspecto de interação entre formigas e plantas, a temática do mini-ID_CURSO indagou se havia guerra ou paz. Aos participantes, Vanderlei Berto apresentou que existem pontos positivos e negativos, mas ressaltou que a maioria das espécies não causa danos, pois apenas uma minoria são cortadeiras, podendo prejudicar as plantações. Uma das áreas da biologia estuda especificamente a interação do nicho ecológico e, segundo o professor, pesquisas mostram que na maioria dos casos as formigas oferecem benefícios, tais como no transporte de sementes, dispersando-as pela natureza. Outro exemplo são as cascas de árvores que abrigam às formigas, que ali oferecem proteção. Algumas plantas produzem, fora das flores, substâncias açucaradas que atraem, principalmente as formigas. Em troca, esses insetos protegem as plantas de predadores e herbívoros. O professor explica que no imaginário popular, formigas são sinônimos de “comedoras” de folhas. No entanto, elas não são capazes de comer folhas. Cortam-nas apenas para carregar para dentro do formigueiro e cultivar os fungos dos quais se alimentam. Já a atuação do profissional no bioterismo requer o conhecimento da fisiologia dos animais de laboratório, utilizados em pesquisa. Com o objetivo de mostrar a estrutura física do biotério e a manipulação dos animais em experimentação, a professora Perla Loureiro de Almeida, da UNIGRAN, desenvolveu aula teórico-prática com os participantes do mini-ID_CURSO “Bioterismo: manejo e uso de animais de laboratório”. Na aula, os participantes tiveram a oportunidade de conhecer o biotério da UNIGRAN e entender a rotina de limpeza, esterilização e manipulação dos animais utilizados em pesquisa, especificamente os convencionais: camundongo, coelho, hamster. (FV)

UNIGRAN - Centro Universitário da Grande Dourados
FONE: (67) 3411-4141 / Fax: (67) 3411-4167
Rua Balbina de Matos, 2121 - Jd. Universitário
CEP: 79.824-900 - Dourados/MS
Todos os Direitos Reservados

Baixe os apps Unigran