Acadêmicos de educação física aprendem noções de salvamento aquático.

Preparo para salva-vidas: acadêmicos flutuam verticalmente na piscina, segurando chinelo fora da água e sem deixar os pés tocarem o fundo.
Nesta quarta-feira, a turma matutina do 2º ano de Educação Física da UNIGRAN participou de uma aula de salvamento aquático ministrada pelo primeiro-tenente do Corpo de Bombeiros de Dourados, Leonardo Congro. O tenente dirigiu algumas dinâmicas na piscina da Instituição, ensinando como segurar a vítima e retirá-la da água e sobre a forma saltar na água para o resgate. Junto com as técnicas de salvamento, ele falou também sobre os graus e ID_TIPOs de afogamento. A aula prática foi organizada pela professora da disciplina de Teoria e Prática de Natação, Andréia Casarotti, com a proposta de oferecer aos alunos alguma vivência e conhecimentos para agir em situações de emergência, principalmente, quando se desenvolve atividades com crianças, em locais onde haja rio, piscina ou lago. “Acredito que não basta só dar a teoria, e pronto. A prática e o treinamento são fundamentais para o aprendizado”, entende a professora. Ela disse que, muitas vezes, as escolas promovem dia de campo com os alunos, em fazendas e clubes, onde pode haver rios e piscinas. Nesses casos, a atenção dos professores deve ser redobrada e eles têm que estar prontos para uma situação de resgate. “Eles precisam saber que a água é perigosa, pode até ser gostosa, legal, e tudo mais, mas é muito perigosa. São muitos os cuidados que eles devem ter”, comentou Andréia. Ela acrescentou que as crianças respeitam os limites com mais facilidade. Já em relação aos adolescentes, que gostam de brincadeiras arriscadas na água, a atenção deve ser maior ainda. Segundo o tenente Leonardo, para salvar outra vida são necessários técnica e treinamento. Uma das vivências que ele ministrou é o salvamento em lugares fundos, como num rio ou no mar. O tenente pediu aos alunos que pegassem seus chinelos e os mantivessem fora da água por 10 minutos, sem encostar os pés no fundo da piscina. Somente um acadêmico conseguiu fazer isso por mais de cinco minutos, mas, como explicou o bombeiro, esse ID_TIPO de resgate requer mesmo treino e muita prática. (cobertura: Danielle Medeiros).

UNIGRAN - Centro Universitário da Grande Dourados
FONE: (67) 3411-4141 / Fax: (67) 3411-4167
Rua Balbina de Matos, 2121 - Jd. Universitário
CEP: 79.824-900 - Dourados/MS
Todos os Direitos Reservados

Baixe os apps Unigran