Auditor da Receita Federal ministra palestra sobre o Imposto de Renda de 2003.

Palestrante Marcelo Brito, ao centro, conversa com os professores Domingos Venturini e Aloísio Grunow (d), pouco antes do início do evento.
O auditor-fiscal Marcelo Rodrigues Brito fez uma exposição minuciosa acerca do programa de preenchimento da declaração do Imposto de Renda da Pessoa Física de 2003, sexta-feira, em uma palestra promovida em parceria entre o ID_CURSO de Ciências Contábeis da UNIGRAN, o Conselho Regional de Contabilidade de Mato Grosso do Sul e a Secretaria da Receita Federal. O evento teve caráter extra-curricular para os alunos dos ID_CURSOs de Administração de Empresas, Administração Rural e Ciências Contábeis. “Além da necessária atualização que os alunos de Contábeis precisam ter, esse é um momento muito importante na vida de todo brasileiro. Todos devemos declarar o Imposto de Renda”, disse o coordenador de Ciências Contábeis, professor Aloísio Grunow. Marcelo Brito falou sobre as mudanças nas regras do Imposto de Renda, em relação ao ano passado, chamando especial atenção para a documentação que serve fonte para a declaração. Na verdade, em termos de legislação, as alterações são poucas. Já o mesmo não ocorre com o preenchimento da declaração por meio do “Programa de Imposto Renda – Pessoa Física”, o chamado “PIRF 2003”, que agrega uma série de melDATA_HORAmentos que o tornaram mais sofisticado. Também, o Programa “ReceitaNet”, que serve para a transmissão da declaração via Internet, está mais “vigilante”, no sentido de impedir o envio de declarações com inconsistências em dados cadastrais, demonstrações da base de cálculo do Imposto etc, reduzindo incompatibilidades cuja correção posterior poderia provocar demora no processamento da declaração ou demandar esclarecimentos do contribuinte. Segundo o auditor, em 2002, 96% dos contribuintes fizeram suas declarações utilizando esses sistemas informatizados, sendo que a Receita Federal estima que essa taxa alcance 98% ou 99% dos declarantes já neste ano. Ele destacou que, a exemplo da urna eletrônica, utilizada pela Justiça Eleitoral, o “PIRF 2003” e o “ReceitaNet”, são motivos de muito orgulho para os brasileiros, “que estão à frente até mesmo dos Estados Unidos, onde a declaração ainda é feita em papel”. Os promotores da palestra anunciaram que brevemente um outro especialista virá falar aos acadêmicos sobre o Imposto de Renda das Pessoas Jurídicas. “Para nós é uma satisfação estar aqui, no meio acadêmico. É sempre gratificante falar com os futuros profissionais da área, chamando a atenção para os problemas que atualmente demandam os maiores questionamentos para a gente lá, na Receita Federal, e já colocar os acadêmicos nessa discussão sobre o Imposto de Renda”, disse o auditor Marcelo Brito, que ocupa interinamente o cargo de delegado da Receita Federal em Dourados.

UNIGRAN - Centro Universitário da Grande Dourados
FONE: (67) 3411-4141 / Fax: (67) 3411-4167
Rua Balbina de Matos, 2121 - Jd. Universitário
CEP: 79.824-900 - Dourados/MS
Todos os Direitos Reservados

Baixe os apps Unigran