Acadêmicos da UNIGRAN ensinam forma correta de fazer caminhada.

Estudantes aferem pressão arterial de praticantes de caminhada – atendimento personalizado identifica capacidade de cada um para o exercício.
A comunidade que freqüenta a pista de caminhada da Escola Imaculada Conceição teve, na quinta e na sexta-feira, orientação personalizada dos acadêmicos de Educação Física da UNIGRAN. À medida que as pessoas iam passando pelo estande da Instituição, montado ao lado da pista, eram convidadas a fazer uma avaliação do condicionamento físico e orientadas sobre a forma correta de praticar o exercício. Todo o acompanhamento foi supervisionado pelo professor Carlos Murchão, sendo iniciado antes dos exercícios, com a medição da pressão arterial e da freqüência cardíaca. Com as avaliações, os alunos estipulavam o tempo necessário da caminhada e auxiliavam sobre a forma correta de fazer alongamento. O aposentado Paulo Gomes da Silva destacou a importância dos alunos na comunidade. Por recomendação médica, disse que frequentemente faz a caminhada, no entanto, nunca soube se praticava o exercício da maneira correta. Orientado pelos acadêmicos, percebeu a importância de fazer os diagnósticos preliminares, que identificaram a sua capacidade e intensidade para o exercício. Segundo o professor, o período da caminhada vai de acordo com o tempo disponível de cada pessoa. “Se ela puder fazer meia DATA_HORA por dia, legal. Agora, menos que isso, pode até adiantar, mas depende do objetivo”, disse. Ele explica que uma pessoa que queira emagrecer, ou melDATA_HORAr o condicionamento cardiovascular, tem que fazer de 40 a 50 minutos de caminhada, no mínimo quatro vezes por semana. Mediante do freqüencímetro, aparelho que mede os batimentos cardíacos, os alunos acompanharam as pessoas durante o perID_CURSO da caminhada, para diagnosticar a intensidade correta que poderiam se exercitar. Carlos Murchão explica que cada pessoa tem um ritmo, e a orientação adequada é realizada apenas com o auxílio de um profissional de educação física. “As pessoas excedem muitas vezes no limite considerado normal de uma atividade ou, até mesmo, faz abaixo do necessário e acabam não atingindo os objetivos esperados”, comenta o professor. Ele ressalta que, para cada idade, peso e sexo há um ID_TIPO de orientação específica e um procedimento a ser tomado. Freqüentadores do Parque dos Ipês e do Parque Antenor Martins também vão receber os acadêmicos de Educação Física da UNIGRAN, ao longo desse projeto de extensão. (FV)

UNIGRAN - Centro Universitário da Grande Dourados
FONE: (67) 3411-4141 / Fax: (67) 3411-4167
Rua Balbina de Matos, 2121 - Jd. Universitário
CEP: 79.824-900 - Dourados/MS
Todos os Direitos Reservados

Baixe os apps Unigran