ID_CURSO de Farmácia entra na campanha contra a dengue em Dourados.

Nesta sexta-feira, alunos da UNIGRAN colaboraram com o trabalho de conscientização das pessoas sobre a dengue.
Os acadêmicos do quarto ano do ID_CURSO de Farmácia da UNIGRAN tomaram parte, nesta sexta-feira, da verdadeira força-tarefa montada em Dourados contra a dengue. Sob orientação de professores, os alunos foram às ruas informar a população dos riscos de contágio através do mosquito transmissor da doença. A força-tarefa contou ainda com equipes do Exército, Embrapa, Rotary e o Lyons Clubes, de agentes comunitários e da Secretaria de Saúde do Município. Os acadêmicos entregaram panfletos explicativos e conversaram com as pessoas região central da cidade, a mais movimentada. “A gente está fazendo a campanha para alertar as pessoas sobre como é o mosquito, a forma de transmissão e os cuidados para evitar que ele se prolifere, e tentar diminuir a incidência de dengue que está havendo aqui. É um surto grande”, disse a acadêmica Juliana Colla. A professora Adriana Mestriner, coordenadora do ID_CURSO de Farmácia e diretora da Faculdade de Ciências Biológicas e da Saúde da UNIGRAN, informou que a participação dos alunos na força-tarefa contra a dengue é uma atividade regular educativa de estágio. Os profissionais graduados no ID_CURSO têm de ser também educadores, levando à população informações e ensinamentos sobre saúde. O aluno Clemilson Alexandre disse que a população recebeu bem o trabalho dos estagiários e considerou positiva a intervenção. “Está sendo ótimo, porque não só a gente está oferecendo como também o pessoal está vindo procurar informação, porque sabe que o vizinho do lado já pegou dengue”, disse o estudante. Clemilson explicou que o melhor cuidado contra a doença é prevenção. “É uma doença que não tem cura, mas tem prevenção. Por isso, estamos fazendo a campanha aqui na rua, com os próprios cidadãos, porque nem sempre a gente pode entrar na casa da pessoa para limpar o quintal dela e verificando se tem água em vaso de planta ou outra coisa”, comentou o acadêmico. A secretária de Saúde, bióloga Maria de Fátima Metelaro, explicou que é justamente a conscientização a principal meta da campanha. “A campanha tem o intuito de despertar, sensibilizar ainda mais o cidadão para que ele cuide do seu espaço e seja um agente promotor do cuidado. Essa consciência é que vai possibilitar a diminuição da proliferação do mosquito”, falou a secretária municipal. “Se a comunidade não estiver junto não adianta só o trabalho do serviço publico”, concorda Antonio Nincão, morador do Parque Alvorada. Segundo Sebastião Aparecido Marcondes, agente da Funasa (Fundação Nacional de Saúde) e responsável pelo Controle de Vetores da Prefeitura, já passam de 150 os casos positivos da doença, dos 496 notificados neste ano, sendo que 219 exames ainda estão pendentes de resultados. Nessa força-tarefa emergencial, mais de quinhentas pessoas estão visitando os moradores de todas as regiões da cidade. Elas estão reforçando as orientações sobre limpeza dos terrenos baldios e conferindo se nas casas existem focos de proliferação do mosquito. Objetos com água parada – pneus, latas, vasos, tampas de garrafa e vários outros devem ser esvaziados. Marcondes informou que desde terça-feira, dia 21, trinta mil imóveis de Dourados já foram vistoriados pelas equipes da força-tarefa. Cem focos foram detectados nesse intervalo. Ele estima que a vistoria, em toda a cidade, estará completa na segunda-feira. (DM - JRA)

UNIGRAN - Centro Universitário da Grande Dourados
FONE: (67) 3411-4141 / Fax: (67) 3411-4167
Rua Balbina de Matos, 2121 - Jd. Universitário
CEP: 79.824-900 - Dourados/MS
Todos os Direitos Reservados

Baixe os apps Unigran