Assistência social garante direitos a pacientes da Clínica de Fisioterapia

Coordenadora da Clínica Raphaela com a assistente social Izabel, a paciente e a mãe da garota
Atender o paciente visando a humanização da assistência, a defesa dos interesses coletivos e a busca da cidadania. Mais do que receber qualidade no atendimento adequado em saúde, pacientes assistidos pela Clínica de Fisioterapia da UNIGRAN contam com o apoio da equipe de assistentes sociais. O trabalho é desenvolvido de forma multidisciplinar. Fisioterapeutas cuidam da recuperação clínica dos pacientes, psicólogos auxiliam no enfrentamento dos problemas, educadores físicos desenvolvem projetos também visando a recuperação dos assistidos e assistentes sociais contribuem para retomada da relação social do cidadão, a qual muitas vezes apresenta-se fragilizada ou inexistente. Dessa forma, o atendimento da Clínica se torna completo e os pacientes, que muitas vezes buscam apenas o serviço de fisioterapia, são atendidos por profissionais de diferentes áreas. A assistente social Izabel Andrade de Souza, da Clínica de Fisioterapia, explica que a equipe do serviço social intervém no planejamento e organização do atendimento dos usuários da Clínica, que é credenciada pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Identifica-se em cada paciente os aspectos sociais, econômicos e culturais relacionados ao processo de saúde e doença. “Nosso trabalho busca criar condições para que ele desenvolva sua capacidade crítica, como sujeito de direitos”, ressalta a profissional. Observando o paciente como um todo, na humanização, é que a equipe de assistência social garante benefícios a ele. A dona de casa Mônica da Conceição Silva de Souza Cardoso é mãe de uma paciente atendida pelos fisioterapeutas e assistentes sociais. Sua única filha, de cinco anos, nasceu prematura e tem problemas na coordenação motora. Há dois anos Mônica mantém a rotina de trazer a garota duas vezes por semana até a Clínica. Essa semana ela foi surpreendida com um desejo simples, que até então era difícil de se concretizar, por mexer com o orçamento da família. Sua filha foi presenteada com uma cadeira de rodas especial, adaptada para crianças. “Essa cadeira significa a independência da minha filha”, disse a mãe, contente ao ver a menina se locomovendo de um lado para o outro nos corredores da Clínica. O problema motor da garota o impede de andar sozinha. “Já estava difícil carregá-la nos braços, ela já é grande e pesada. Agora tudo vai melDATA_HORAr”, sintetizou a mãe. A conquista da tão sonhada cadeira foi possível devido à intercessão junto a empresários de Dourados. Depois de muitos contatos, a assistente social Izabel Andrade conseguiu a doação junto ao Rotary. “Esse é o nosso papel, de garantir o direito da cidadania aos pacientes da Clínica”, ressaltou Izabel. Ela lembra que pela clínica passam pacientes com diferentes ID_TIPOs de problemas, seja financeiro, familiar ou psicológico. Através de abordagens, intervindo em questões relacionadas a direitos e deveres sociais, identifica-se as dificuldades de cada paciente, para então buscar medidas solucionadoras. Muitos deles, segundo Izabel, encontram dificuldades com o transporte, que é específico, feito pela Secretaria de Saúde de Dourados. A assistência social intermedia, então, o deslocamento desses pacientes até a Clínica. Outros casos são relacionados à marcação de exames, enquanto outros são sociais, em que é necessário procurar emprego ao paciente, de forma que ele conquiste sua independência. (FV)

UNIGRAN - Centro Universitário da Grande Dourados
FONE: (67) 3411-4141 / Fax: (67) 3411-4167
Rua Balbina de Matos, 2121 - Jd. Universitário
CEP: 79.824-900 - Dourados/MS
Todos os Direitos Reservados

Baixe os apps Unigran