15/12/2020 Atualizado há 2 mes(es)

Projeto de extensão de Administração ajuda professores de escolas com tecnologia durante pandemia

Trabalho dos alunos de Administração da Unigran Capital atingiu mais de 1,7 mil alunos de escolas do ensino básico e médio de Campo Grande

Os acadêmicos do 4º semestre do curso de Administração do Centro Universitário Unigran Capital desenvolveram, durante o segundo semestre de 2020,  projeto de extensão e ensino que auxiliou professores a otimizar as aulas com ferramentas tecnológicas, durante o período de distanciamento social provocado pela pandemia de Covid-19. Ao final do projeto, foi constatado que o trabalho dos alunos de Administração atingiu 1.766 estudantes de escolas do ensino básico e médio de Campo Grande.

O projeto de extensão foi desenvolvido na disciplina de Responsabilidade Social e Ambiental, com orientação do professor e coordenador do curso, Fabiano Dotto. O trabalho teve professores de escolas de ensino básico e médio de Campo Grande como público alvo.

Desenvolvido de forma online, projeto foi elaborado por meio de parcerias feitas com escolas que os próprios alunos entraram em contato. Eles lidaram com as negociações com coordenação e diretorias dessas escolas.

Segundo Dotto, a iniciativa de atender aos professores das escolas de Campo Grande com o treinamento foi dos acadêmicos da Unigran Capital. Ele apresentou a proposta, na qual os alunos teriam um semestre para conduzir um projeto real, baseado em técnicas já ensinadas de gestão e executar um projeto de atendimento à comunidade.

Tecnologia em tempos de pandemia

De acordo com o projeto, neste ano com a pandemia, os professores e seus alunos foram obrigados a utilizar mecanismos tecnológicos como o WhatsApp ou ferramentas do Google para as aulas. Muitas vezes, professores, pais de alunos e alunos não tinham um domínio básico do uso de ferramentas gratuitas para gravar conteúdos, criar materiais, acessar estes materiais e ter uma comunicação mediada por ferramentas tecnológicas.

Para auxiliar os envolvidos nesse processo de aprendizagem, os alunos de Administração da Unigran Capital produziram oficinas com conteúdo informativo e elaborado especialmente para ajudar neste momento. 

O projeto teve como resultado, ações que ocorreram em 24 de outubro e 7 de novembro de 2020. A apresentação do conteúdo foi realizada por meio de vídeos previamente gravados e videochamadas para apresentação do material e a resolução de dúvidas. Também foram disponibilizados vídeos e ebooks para consulta posterior, além de uma planilha para auxiliar todas as famílias com orçamento e controle financeiro.

Como foi o projeto? 

Toda a turma do 4º semestre esteve envolvida com a condução de três líderes. A turma contribuiu na construção do material e no momento do treinamento, todos estavam online participando. Os líderes do projeto de extensão foram os acadêmicos Alexandre, Bruna e Jéssica.

No começo do projeto, os acadêmicos solicitaram aos professores das escolas de ensino básico e médio que apontassem as maiores dificuldades na utilização das ferramentas para ensino remoto.

As principais dificuldades apresentadas foram: aulas no Google Meet; ter paciência em ficar na frente do computador para aprender como funciona; inserção de animações; atrativo para as aulas; videoaulas; fazer com que os adolescentes participem das aulas; Google formulário; utilização de mídias; interagir; vídeos; entre outros. 

O professor e orientador do projeto destaca que os acadêmicos ampliam a sua consciência como futuros administradores ao participarem de um projeto como este. “O acadêmico em contato com a comunidade atuando em projetos sociais amplia sua percepção sobre seu papel enquanto futuro profissional da Administração, na mesma medida em que proporciona mais humanidade a sua visão do entorno e das oportunidades que surgem”, afirma Dotto.

O projeto foi bem recebido pelos professores das escolas envolvidas. “Foi muito produtiva e esclarecedora essa oportunidade. Foi uma atuação dinâmica, versátil e interativa. Gostei muito”, cita o professor José Antônio, da Escola Arlindo de Andrade Gomes. A professora Alessandra, da Escola Estadual Rui Barbosa, também avaliou como positiva a iniciativa. “Muito bom, espero que tenha mais oficinas como essa”. 

Como foi participar do projeto de extensão? 

"Ao desenvolver esse projeto pudemos vivenciar o que é ser um administrador, coordenando uma equipe por todas as etapas do processo, aprendendo mais sobre as necessidades da nossa sociedade e o nosso papel nela. Na condição de quem ministrou conteúdo, vimos o que nossos professores passam enquanto somos alunos e o que os professores sofrem ao dar aulas em escolas públicas com pouco ferramental até então.

Por maiores que fossem os obstáculos, sempre tivemos em mente que nosso objetivo é a vontade de fazer a diferença, e não existe nada mais gratificante que ver isso acontecendo. Além é claro, de na condição de líderes, identificar o perfil de cada aluno, o que os motiva, e adquirir habilidades de liderança tão presentes no curso de administração, linkando teoria com a prática. Com esse projeto mostramos como o administrador ou as empresas podem contribuir com a sociedade".

Depoimento dos líderes do projeto: Alexandre, Bruna e Jéssica.

Metodologia

Participaram do projeto as escolas estaduais Arlindo de Andrade Gomes e Rui Barbosa com quatro professores cada, e o Instituto Mirim com cinco professores presentes. Além de outras três escolas com um professor cada.

A conclusão é de que mais de 40% dos 35 professores que se inscreveram dão aula a mais 201 alunos. E outros 34% dão aula para entre 50 a 200 alunos. Com base no total de professores presentes nas duas apresentações da oficina, cerca de 1.766 alunos foram atingidos. Os alunos calculam que 80% das categorias referem-se a alunos distintos e efetivamente presentes nas aulas após a oficina. Em média, cada professor dá aula para cerca de 110 alunos.

Quer saber tudo sobre a pesquisa? acesse https://sites.google.com/alunos.unigrancapital.com.br/qualeseuelefante/projetos/oficina

EXTENSÃO
ADMINISTRAÇÃO