17/02/2023 Atualizado há 1 ano(s)

Egressas de Fisioterapia da UNIGRAN são aprovadas em especializações

As fisioterapeutas realizarão residência e mestrado em Dourados

Karina, o coordenador do curso, Eduardo, e Ariana

Egressas do curso de Fisioterapia da UNIGRAN foram aprovadas em especializações, lato sensu e stricto sensu, na área da Saúde. As profissionais Karina Batista de Araújo e Ariana Mendes Freire se formaram em 2022 e já emendaram a graduação com a Residência e o Mestrado, respectivamente.

Ariana fará seu mestrado em Ciências da Saúde, na Universidade Federal da Grande Dourados – UFGD. Ela explicou que a pesquisa sempre chamou sua atenção, por isso surgiu o interesse na pós-graduação stricto sensu.

“Ao ingressar no curso de Fisioterapia da UNIGRAN, sempre me chamou a atenção o fato dos professores serem mestres ou doutores. E isso me encorajou a tentar. Ao decorrer da graduação sempre tive incentivo de professores para continuar estudando. O interesse em fazer um mestrado aumentou com objetivo de contribuir com a construção do conhecimento na área que escolhi seguir como fisioterapeuta”, ressaltou a egressa.

Já Karina fará residência multiprofissional em Atenção à Saúde Materno Infantil, no Hospital Universitário da UFGD. “Quando iniciei o curso de Fisioterapia, não sabia sobre a residência na área, porém já no início das aulas todos os professores quando falavam da Fisioterapia comentavam sobre Residência, principalmente porque vários deles também já realizaram. Então, a partir do primeiro ano na faculdade já comecei a pesquisar e sempre foi minha meta e sonho para quando terminasse a faculdade”, comentou.

Assim como Ariana, Karina afirmou que a UNIGRAN foi essencial para a escolha e aprovação na especialização. “A UNIGRAN foi fundamental. Os professores falavam sobre as residências que fizeram, tivemos palestras on-line com egressos contando sobre a experiência, o que me motivou mais ainda, além do curso sempre motivar com projetos de extensão, produção de artigos, que auxiliam muito na pontuação curricular para a residência”, completou a egressa.

O coordenador de Fisioterapia da UNIGRAN, Eduardo Henrique Loreti, assegurou que o curso sempre busca mostrar para o acadêmico a importância de se atualizar na área. “Nós nos preocupamos em, ao longo de toda a graduação, mostrar para ao aluno a importância de estar sempre trabalhando e de se especializar dentro de uma área, para que, assim que terminar a graduação, possa escolher qual área tem mais afinidade e poder fazer uma residência ou, caso se interesse por pesquisa, entrar em um mestrado. Então, ao longo de toda a graduação, isso vai sendo trabalhado com o aluno e vai sendo inserido nas principais áreas da Fisioterapia e também dentro de pesquisas para que ele possa tomar a melhor decisão, para quê caminho ele deve seguir depois de formado”, realçou.

Eduardo frisou a alta demanda no mercado de trabalho, apontando que a maioria dos egressos saem da graduação empregados. “O mercado de trabalho necessita de fisioterapeutas. Praticamente todos os nossos egressos estão trabalhando na área e ainda tem vagas. Então, precisa-se de mais profissionais fisioterapeutas e a UNIGRAN forma profissionais de excelente qualidade, mas são generalistas quando terminam a graduação. Por isso, muitos vão fazer a residência como uma forma de se aprofundar e se especializar em uma área específica do conhecimento”, finalizou o coordenador.

FISIOTERAPIA
EGRESSOS