22/11/2022 Atualizado há 8 dia(s)

Com formação rápida, mercado para profissional de Design de Interiores está aquecido

Escritórios de arquitetura e lojas de móveis planejados estão investindo nestes profissionais

Acadêmicos de Design de Interiores colocam a “mão na massa” em atividades de extensão, como a Alameda de Natal da UNIGRAN

Com uma formação em 4 semestres, Tecnologia em Design de Interiores da UNIGRAN tem colocado diversos profissionais de excelência no mercado de trabalho. Escritórios de Arquitetura e Urbanismo e lojas de móveis planejados têm buscado por este profissional, pela rápida formação, mas, principalmente, pela especificidade da área.

A coordenadora do curso, Nathieli Keila Takemori Silva, explicou que o designer de interiores tem a função de “unir estética e funcionalidade na ambientação dos espaços de vivência, adicionando ainda os princípios de conforto e ergonomia”, podendo atuar nas áreas de projeto e de consultoria, em escala residencial, comercial, corporativa, artística e de serviços.

“O designer também atua na área de iluminação, paisagismo, cenografia, ilustrações, indústria moveleira, definição de coleções de produtos têxteis, objetos de decoração e produtos de iluminação. O profissional pode atuar em lojas especializadas, como projetista de móveis planejados, revestimentos diversos e mobiliário”, comentou a coordenadora, sobre as possibilidades da área.

Nathieli ainda ressaltou que, desde o surgimento do curso na UNIGRAN, empresas e profissionais têm investido na contratação de designers para compor a equipe. Ela aponta que o formado precisa ser proativo e antenado nas tendências, bem como saber se expressar graficamente para entregar um produto de qualidade.

“Além de ser um curso tecnológico, com duração de dois anos, a UNIGRAN investe em projetos de extensão para colocar o acadêmico de design em contato com o mundo profissional, dando a oportunidade dele se desenvolver mais rápido. É o aprendizado baseado na prática. A mostra UNIGRAN Decor é um exemplo lindo disso. Uma mostra de decoração que serve como exemplo de ensino e aprendizado, tanto para professores e alunos, quanto para o mercado que busca profissionais para contratar”, assegurou a coordenadora.

DESIGN DE INTERIORES
MERCADO DE TRABALHO