07/10/2021 Atualizado há 1 mes(es)

5ª Jornada Acadêmica de Gastronomia debate a valorização da mulher

O evento encerrou com o Concurso Gastronômico Acadêmico – Gran Chef UNIGRAN

A 5ª Jornada Acadêmica de Gastronomia da UNIGRAN foi realizada nesta semana com a temática ‘A força da mulher na Gastronomia e a valorização da cultura gastronômica regional’. O evento trouxe chefs renomadas para discutir sobre o assunto e conhecimento teórico-prático sobre Gastronomia, garantindo a atualização e capacitação dos acadêmicos.  

Na abertura da Jornada, os acadêmicos puderam participar de uma mesa redonda, com o mesmo tema do evento, que contou com a chef de cozinha Dedê Cesco, Marcia Marinho, do portal Beber e Comer MS, Taísa Godoy Gomes, da Apoena Cogumelos, Beatriz Branco, proprietária da marca Angí, de chocolates veganos, bean-to-Bar e orgânicos, e a professora Milena Wolf. O período foi mediado pela cerimonialista e professora da UNIGRAN, Jane Lima.

Dedê contou sobre a história entrelaçada da gastronomia e da mulher. Ela aponta que, por diversas vezes, foram e são taxadas com diversos predicados, mas que, no fim, somam na força que possuem para conquistar o espaço na cozinha profissional.

“A mulher pode ser delicada sim, sensível sim, mas ela tem uma grande força. É dela que sai o primeiro alimento do ser humano. Essas mulheres me inspiraram e acreditei que também podia conquistar meu espaço, com perseverança e dedicação”, apontou a chef.

Já Marcia Marinho comentou sobre as referências que todos os cozinheiros possuem: as mulheres. A maioria dos chefs de cozinha possuem as mães e as avós como inspiração para a profissão, mas, para os homens, o exemplo é deixado na memória.

“Homens inferiorizam a mulher dizendo que o lugar dela é na cozinha, o que realmente não deixa de ser, porque a mulher cozinha muito bem, mas quando vão para a máxima da gastronomia profissional, eles acabam querendo assumir este território. É uma contradição neste sentido. Eles aprendem a cozinhar com a avó, mas no profissional inferiorizam a gente, neste sentido”, analisou.

Ainda durante a palestra, Dedê exaltou a cozinha regional, afirmando que ela é mantida pelas mulheres que cozinham em suas casas, no dia a dia. “As nossas cozinheiras regionais, das fazendas, chácaras, domésticas, do dia a dia, elas que são as grandes guardiãs da cozinha regional. Por isso, eu reverencio todas elas, essas mulheres guerreiras, lutadoras, porque nós sabemos o quão difícil é estar à beira do fogão”, ressaltou.

A programação da 5ª Jornada Acadêmica de Gastronomia da UNIGRAN também contou com a ‘Aula Show: Moqueca Pantaneira com farofa de coco com Baru’, ministrada pelos chefs Caroline Marchioretto e Marlon Libório; e diversas Aulas Show sobre ‘Coquetéis’, ‘Jacaré Viajante’, ‘Charcutaria (File de Tilápia defumado)’, ‘Brownie Vegano com calda de chocolate’, ‘Fotografia na Gastronomia’ e ‘Risotos Funcionais’. Os estudantes ainda participaram do Concurso Gastronômico Acadêmico – Gran Chef UNIGRAN, que teve como tema: ‘Massa fresca e acompanhamentos’.

GASTRONOMIA
JORNADA ACADÊMICA