10/10/2001 20:41

Fisioterapia: Acadêmicos vão aos bairros orientar a população sobre hábitos posturais.

Os acadêmicos do 3º ano do ID_CURSO de Fisioterapia começaram ontem a percorrer os bairros de Dourados para dar orientações sobre hábitos adequados de postura e distribuir uma Cartilha Preventiva à população, com fotografias e instruções de como fazer exercícios simples, que auxiliam na prevenção de doenças decorrentes do desequilíbrio muscular e da falta de flexibilidade.

O trabalho foi iniciado pela Cohab II, onde eles visitaram 90 residências e entrevistaram as moradoras – na maior parte das vezes, foram atendidos por donas-de-casa – para conhecer as suas rotinas diárias e saber se sentiam dores localizadas. Em alguns casos, os acadêmicos fizeram avaliações preliminares para identificar disfunções posturais e observaram a ergonomia das residências, analisando ambientes como a lavanderia, a cozinha, o dormitório e a sala de estar.

“As pessoas geralmente não sabem, mas muitos problemas de saúde podem ser evitados com modificações simples no ambiente em que vivem e trabalham”, garante o professor José Ronaldo Veronesi, especializado no tratamento da LER - Lesão por Esforço Repetitivo. O fisioterapeuta exemplifica dizendo que em uma casa, o tanque de lavar roupas, a pia da cozinha e a vassoura costumam ser os grandes inimigos da coluna. “A simples providência de colocar um tijolo sob o tanque de lavar roupas ou sob a pia de lavar louças, para a pessoa apoiar um pé depois o outro, alternadamente, enquanto realiza o trabalho, alivia o esforço excessivo sobre a coluna e, conseqüentemente, a dor”, diz ele. Quanto à vassoura, um pedaço de cano de plástico, que torne o cabo maior, faz com que a pessoa fique ereta enquanto varre.

Veronesi acrescenta que o modo como alguém dorme ou assiste à televisão também precisam ser levados em conta. Naturalmente, as dores lombares, ou em qualquer outra parte do corpo, podem ter origens mais graves, exigindo averiguação mais detalhadas por parte de médicos e de fisioterapeutas. Os estudantes estão alertados para esse fato.

Todo esse trabalho de campo faz parte do Programa de Extensão “Consulta e Prevenção na Família”. A idéia já foi colocada em prática como projeto piloto, no ano passado, e agora assumiu o caráter de programa permanente de extensão, realizado por estudantes dos 2º e 3º anos de Fisioterapia.

Entre os objetivos desse novo programa está o de conscientizar a população sobre os benefícios dos hábitos posturais corretos para a saúde. “Os nossos objetivos são difundir conhecimentos na área da Saúde, prestar auxílio fisioterápico às pessoas de baixa renda e cadastrar possíveis pacientes para a Clínica-Escola de Fisioterapia”, sintetizou o professor Heitor dos Santos.

Instruídos e supervisionados pelos professores, os acadêmicos estão prestando orientações às pessoas e aproveitando para cadastrar pacientes para a Clínica-Escola de Fisioterapia, que começará a funcionar em fevereiro de 2002.

A dona de casa Vilany Ferreira Alencar, 43, sabe que é portadora de escoliose e já aprovou o trabalho dos acadêmicos da UNIGRAN, assim como o aposentado Lores Mário Ramos da Rosa (foto), que tem um filho portador de paralisia. No balanço do primeiro dia de trabalho, a maioria das pessoas reclamou de algum ID_TIPO de problema que pode ser solucionado com procedimentos fisioterápicos. Mas houve também muitos relatos de pessoas que disseram não poderem pagar por um tratamento especializado.

A partir de fevereiro, todas as pessoas que forem cadastradas pelo programa “Consulta e Prevenção na Família” receberão atendimento gratuito na Clínica-Escola de Fisioterapia da UNIGRAN, que entrará em funcionamento como uma das mais bem equipadas do Estado.
Comentários

UNIGRAN - Centro Universitário da Grande Dourados
FONE: (67) 3411-4141 / Fax: (67) 3411-4167
Rua Balbina de Matos, 2121 - Jd. Universitário
CEP: 79.824-900 - Dourados/MS
Todos os Direitos Reservados

Baixe os apps Unigran