02/09/2003 14:03

Novo projeto de extensão atende a pacientes com doenças da coluna.

O Projeto da área de Fisioterapia Social dá atenção personalizada a pacientes carentes, por meio de tratamentos específicos para disfunções cervicais.
As queixas de dores na região lombar são, de longe, as mais numerosas nos consultórios médicos. As causas são variadas. No caso da estudante C.L., de 23 anos, e da caixa de supermercado F.M., 22, a má postura na escola e durante o trabalho pode ser o motivo das dores que sentem no alto da coluna cervical. Já o osteófito, o popular bico-de-papagaio, na coluna do pedreiro P.A., de 38 anos, certamente foi provocado por carga excessiva sobre a musculatura ílio-psoas, que é responsável pela flexão do quadril. Esses pacientes fazem parte de um grupo de quase cem pessoas que está se beneficiando de um novo projeto de pesquisa e extensão da UNIGRAN, na Clínica-Escola de Fisioterapia. O projeto oferece tratamentos de disfunções da coluna em pacientes considerados carentes. O atendimento é feito entre 18h e 20h, diariamente, mas os interessados podem procurar a Clínica de Fisioterapia da Instituição de manhã e à tarde para também se inscreverem no programa. O coordenador da Clínica, professor José Ronaldo Veronesi Junior, explica que o projeto foi concebido com fins pedagógicos e sociais, visando ao aprimoramento de técnicas de diagnose, reeducação postural e de tratamentos de doenças da coluna, por meio de terapias manuais e da utilização de métodos inovadores no país. “Estamos dando oportunidades aos nossos alunos de aplicarem tudo que é visto em teoria e de aprenderem novas técnicas dentro de sua própria Universidade. Tem também o objetivo social da UNIGRAN, o aspecto de extensão do ID_CURSO, que é o de prestar atendimento de qualidade diferenciada para as pessoas que não podem pagar pelo tratamento em uma clínica particular”, disse o professor. PIONEIRISMO Os acadêmicos que atuam no projeto estão trabalhando com as novas técnicas de “fotogrametria” e de “bandagem funcional”. Em aplicações fisioterápicas, a Clínica da UNIGRAN é a segunda do Brasil a complementar os tratamentos com a bandagem funcional. Essa técnica tem a finalidade é restaurar o equilíbrio biomecânico de músculos e articulações que estão “fora do lugar”. “São fitas adesivas que nós colamos como tirantes no corpo da pessoa, com o objetivo de inibir ou de estimular determinado músculo ou, se quisermos, de estabilizar uma determinada articulação. Esse trabalho faz parte de um grande projeto de pesquisa que nós estamos desenvolvendo aqui na Clínica”, disse o professor José Ronaldo. A fotogrametria é um método científico de avaliação dos resultados por meio de registros fotográficos feitos ao longo do tratamento e interpretados com o uso do computador. Inaugurada em março de 2002 e equipada com os mais modernos equipamentos do Estado, a Clínica de Fisioterapia da UNIGRAN oferece atendimentos gratuitos em todas as especialidades fisioterápicas. Em média, o número de procedimentos mensais chega a 1.600, atendendo entre 500 e 600 pessoas de uma faixa carente da população douradense.
Comentários

UNIGRAN - Centro Universitário da Grande Dourados
FONE: (67) 3411-4141 / Fax: (67) 3411-4167
Rua Balbina de Matos, 2121 - Jd. Universitário
CEP: 79.824-900 - Dourados/MS
Todos os Direitos Reservados

Baixe os apps Unigran