24/04/2003 17:14

Aula Magna de Fisioterapia enfoca a interpretação de Telerradiografias do Tórax.

Ilustrando a palestra com muitos casos diferentes, o prof. Luis Dutra tratou da semiologia dessas radiografias de alta resolução.
O ID_CURSO de Fisioterapia realizou, nesta manhã, a sua Aula Magna de 2003 com a participação de professores e acadêmicos dos 2º, 3º e 4º anos. O ministrante foi o médico-radiologista e professor-mestre do corpo docente da UNIGRAN, Luiz Dutra, que praticamente reeditou uma palestra ministrada somente aos alunos do 4º ano, em 2002, sobre o tema "Semiologia da Telerradiografia de Tórax". Atendendo a pedidos, o professor Luiz Dutra voltou ao assunto em uma aula fartamente ilustrada por meio de reID_CURSOs multimídia. “No ano passado, a turma do 3º ano também quis assistir à palestra e, por isso, decidimos repeti-la e abrir à participação das outras turmas, inclusive”, explicou a coordenadora do ID_CURSO, professora Ângela Midori Kuraoka de Oliveira. Do segundo ano em diante, os acadêmicos de Fisioterapia estudam as técnicas e os diversos reID_CURSOs tecnológicos que permitem avaliar a saúde de um paciente e, mesmo, diagnosticar doenças, uma vez que cada qual tem uma “semiologia”, na acepção médica do termo. Isto é, elas costumam apresentar sinais de sua presença que, como se sabe, quanto mais cedo são identificados, maiores são as chances de cura. Já a “telerradiografia” é uma radiografia em tamanho natural que registra perfis dos órgãos, não apenas dos ossos, com fidelidade e qualidade de imagem maior que de uma radiografia comum. No caso do tórax, a precisão é tal que os contornos dos seios podem aparecer na telerradiografia frontal de um tórax feminino. “Pode até ocorrer de os mamilos, tanto no homem quanto mulher, aparecerem como se fossem nódulos nos pulmões”, disse o professor Luis Dutra. Para os profissionais de saúde que utilizam o reID_CURSO da terradiografia, os enganos são evitados pela análise cuidadosa de como as imagens suspeitas estão inseridas nos planos geométricos da área radiografada, dos ângulos dessas imagens e da natureza de seus vértices, por comparações de traçados e o estudo de vários outros detalhes acusam alguma lesão no organismo, mesmo não havendo sintomas físicos externos.
Comentários

UNIGRAN - Centro Universitário da Grande Dourados
FONE: (67) 3411-4141 / Fax: (67) 3411-4167
Rua Balbina de Matos, 2121 - Jd. Universitário
CEP: 79.824-900 - Dourados/MS
Todos os Direitos Reservados

Baixe os apps Unigran