01/08/2018 13:30

Professores da UNIGRAN participam de palestra sobre aprendizagem ativa e colaborativa

Criador de metodologias ativas, professor Ricardo Fragelli realiza palestra para docentes

Professor Ricardo Fragelli realiza palestra para docentes da UNIGRAN

Para iniciar as atividades do segundo semestre de 2018, professores e coordenadores da UNIGRAN participaram de uma palestra com o tema “Rei da Derivada, Summaê e Trezentos: Aprendizagem Ativa e Colaborativa, para além do Conteúdo”, ministrada pelo professor doutor Ricardo Ramos Fragelli. A abordagem inspirou os educadores a proporcionem um ensino que coloque o estudante como protagonista do aprendizado e solidário com o aprendizado do outro.

Fragelli foi o criador das metodologias ativas Rei e Rainha da Derivada, Summaê e Trezentos, entre outras. Durante a palestra, o professor apresentou os métodos a partir da ideia de como estimular o engajamento do acadêmico em sala de aula, depois partindo para uma proposta mais ampla em que se utilizam outros elementos como a arte, despertando a criatividade e culmina no objetivo de que só o engajamento e um bom ambiente não são suficientes para a formação humana.

O método surge da necessidade da colaboração, despertar o estudante para o colega que tem dificuldade de aprendizagem. Uma forma com que não existam estudantes isolados. “O isolamento é um dos obstáculos mais angustiantes da educação. A pessoa isolada não se sente bem-vinda ao ambiente, não se motiva. Então, quando se sente parte de um grupo, aprende melhor e passa a mensagem, pois ensinar é uma das melhores formas de aprender”, afirma Ricardo.

De acordo com Fragelli, as metodologias ativas são um caminho profícuo para a aprendizagem. A ideia é o professor toda sua história potencializada por caminhos novos. No Rei e Rainha da Derivada, por exemplo, acontece uma inversão de papeis em sala de aula, os acadêmicos é que vão ao quadro resolver questões propostas pelo professor de maneira colaborativa, formam grupos para ensinar determinados conteúdos aos colegas, elaboram e corrigem questões.

“O intuito é motivar os alunos. Essa ideia da colaboração faz muita diferença, o aluno vai ao quadro, quem resolve a questão primeiro ganha mais pontos. Isso colabora com a comunicação e o feedback imediato", menciona o professor. Fragelli conta que começou a ministrar aulas com 18 anos e as suas metodologias nunca foram convencionais.

O Summaê é um método interativo em que todos os participantes precisam resolver questões por meio de vídeos criativos de até dois minutos. Começa com as duplas apresentando seus vídeos e lançando desafios para os demais participantes, com a proposta do "aprender com diversão". “Esta é uma atividade em que todos os participantes devem ir vestidos com algum chapéu. Isso torna o ambiente muito mais divertido e interessante, de forma mais lúdica, tendo um elemento de semelhante para a integração dos participantes. Há uma mesa de professores que faz a correção das questões e sempre há a escolha do melhor vídeo e dos melhores chapéus”, detalha o palestrante.

A metodologia Trezentos foi criada a partir do filme da Warner Bros. Pictures que leva o mesmo nome, no qual um pequeno grupo de soldados espartanos ganha batalhas de exércitos mais numerosos. A técnica é baseada em aprendizagem ativa e colaborativa, em que após a realização de uma prova, a turma é dividida em grupos de estudos, que mesclam estudantes com boas e más notas.

Ricardo Ramos Fragelli explica que, em cada equipe, é escolhido um líder, geralmente o aluno de melhor nota, que dará apoio para os estudantes com baixo rendimento, oferecendo nova oportunidade de avaliação. Os que tiveram notas baixas têm o direito de refazer o teste, enquanto os estudantes com bom desempenho recebem acréscimo na nota de acordo com a melhora dos demais integrantes do grupo.

“Em suas experiências na esfera acadêmica, o método demostrou que o índice de aprovação melhorou de 50% para 95% em uma disciplina do ciclo básico da área das engenharias. Além disso, foi possível despertar o olhar do estudante para o colega com dificuldades de aprendizagem e minimizar fatores que causam mal desempenho nas avaliações, como ansiedade e nervosismo”, enfatiza.

Carreira

Por meio de suas pesquisas em novos métodos, técnicas e tecnologias para a Educação, Ricardo Fragelli recebeu onze prêmios nacionais de Instituições como MEC, MCT, CAPES, ABED, ABMES e Santander Universidades. Possui Doutorado em Ciências Mecânicas pela Universidade de Brasília (UnB), onde também fez graduação (2000) e mestrado (2003) em Engenharia Mecânica. É professor Adjunto da UnB dos cursos de Engenharia da Faculdade UnB Gama e do Mestrado em Design do Dep. de Design Industrial. Desenvolve pesquisas em Sistemas Tutores Inteligentes e Adaptativos, técnicas, métodos e tecnologias para Educação.

Comentários

UNIGRAN - Centro Universitário da Grande Dourados
FONE: (67) 3411-4141 / Fax: (67) 3411-4167
Rua Balbina de Matos, 2121 - Jd. Universitário
CEP: 79.824-900 - Dourados/MS
Todos os Direitos Reservados

Baixe os apps Unigran