27/04/2018 08:35

Acadêmicos e profissionais participam de palestra sobre Fisioterapia em UTIs

Evento é uma parceria da UNIGRAN com a Assobrafir. Na ocasião palestrante enfatizou o uso correto da VNI (Ventilação Não-Invasiva)

Ruy Camargo Pires Neto é um pesquisador brasileiro cuja relevância ultrapassa as fronteiras brasileiras

A pesquisa na área da saúde é um verdadeiro turbilhão de novas tendências e uma das que estão em voga é o uso da VNI (Ventilação Não-Invasiva) em pacientes internado das UTIs (Unidades de Terapia Intensiva). Para tratar do tema, a UNIGRAN em parceria com a Assobrafir (Associação Brasileira de Fisioterapia Cardiorrespiratória e Fisioterapia em Terapia Intensiva), trouxe para Dourados o PhD Ruy Camargo Pires Neto, referência internacional quando se trata de reabilitação fisioterapêutica em UTI.

Há algum tempo pesquisadores da área consideram a VNI uma alternativa efetiva para substituir a ventilação mecânica (aquela utilizada quando paciente é entubado). Atualmente considera-se o uso da mecânica apenas em casos extremos, tendo em vista que este método está vinculado a diversos efeitos colaterais que não raramente comprometem a recuperação, pois como se sabe, o tubo endotraqueal causa lesões na via área pode levar até a estenosa (estreitamento) da região.

Conforme o palestrante, a respiração artificial altera de forma negativa as respostas do sistema imunológico, o que predispõe o paciente a enfermidades como pneumonia, sinusite, entre outras. Além disso, gera grande desconforto e impede a alimentação por meio convencional e também inibe a fala.

Entretanto, caminhando em sentido oposto, a VNI quando aplicada seguindo todos os protocolos técnicos e utilizando o equipamento correto, garante a manutenção das defesas naturais do organismo, reduz a necessidade de sedação, proporciona maior conforto ao paciente e, consequentemente, acelera a sua recuperação. Devido a essas outras novas técnicas relacionadas ao trabalho do fisioterapeuta na UTI, Neto destaca que os profissionais que desejam se especializar neste segmento tem um caminho promissor, já que a demanda por pessoas com esta prática e conhecimento segue crescendo em todo o país.

De acordo com a coordenadora do curso, Simone de Sousa Elias Nihues, o evento traz benefícios não só aos futuros fisioterapeutas, como também aos que já atuam na área, tanto que a palestra contou com a presença de dezenas de fisioterapeutas, que vieram absorver o conhecimento trazido pele pesquisador. Simone também destaca que a palestra foi a primeira das três que a Assobrafir irá promover no estado, com as outras duas a serem realizadas em Campo Grande.

Neto se graduou em Fisioterapia pela UNESP (Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho), se especializou em Fisioterapia em Pneumologia pela mesma universidade e alcançou os títulos de mestre e doutor pela FMUSP (Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo) e, posteriormente, se tornou pós-doutor.

O curso de Fisioterapia da UNIGRAN tem duração de dez semestres, com aulas no período noturno. Os acadêmicos desfrutam de ampla infraestrutura, com a Clínica de Fisioterapia contando com mais de 2000m2 de área, onde estão instaladas piscina terapêutica, laboratório de cinesioterapia, eletroterapia, entre outros. Mais informações podem ser obtidas através do telefone (67) 3411-4111 ou pelo e-mail: fisioterapia@unigran.br.

Comentários

UNIGRAN - Centro Universitário da Grande Dourados
FONE: (67) 3411-4141 / Fax: (67) 3411-4167
Rua Balbina de Matos, 2121 - Jd. Universitário
CEP: 79.824-900 - Dourados/MS
Todos os Direitos Reservados

Baixe os apps Unigran