31/05/2017 09:36

Professora Bazé ministra palestra sobre Direito à Educação em Dourados

Acadêmicos de Pedagogia participam de discussão sobre Direito à Educação

Durante a XXIV Jornada Acadêmica de Pedagogia da UNIGRAN, a professora Terezinha Bazé de Lima trouxe uma reflexão sobre o Direito à Educação, os pilares da formação profissional e valorização do professor. O evento propôs a discussão em que o conhecimento e o Direito a Educação podem transformar o mundo, por meio de estudos e reflexões do Livro “Malala: a menina que queria ir para a escola”.

Terezinha Bazé pontua que o professor tem condições de fazer a diferença em sala de aula, e, entre outros grupos, como a família, amigos, igreja, o profissional é apontado pelo aluno como uma pessoa de referência, um modelo. “Para que ele possa fazer essa diferença existem alguns requisitos, principalmente na formação. Um dos requisitos básicos é o conhecimento, ter conhecimento daquilo que a função dele vai exigir. O professor precisa ter o domínio da leitura, da escrita, as técnicas de autoria, ser produtor de texto para despertar o interesse na criança”, menciona.

A educadora ressalta que a ampliação da Língua Portuguesa vem sendo chamada atenção nos cursos de formação do professor, assim como o domínio da Língua Brasileira de Sinais – Libras. “É muito importante que um curso de Pedagogia alie a prática pedagógica, alicerçada nos grandes eixos de formação: a diversidade, meio ambiente, parte técnica e teórica da formação, e ainda, a extensão e a iniciação científica como pilares do desenvolvimento do curso”, destaca.

Sobre o Direito à Educação Bazé é enfática: “é o direito de todos, em especial dos alunos”. Para ela, é preciso assegurar esse Direito por todos os atores da escola, como gestores, por exemplo, porém o professor é a “mola propulsora” para o sucesso da aprendizagem. “Ele pode fazer a diferença, ele tem que se incomodar com os alunos que não aprendem, nós precisamos descobrir o motivo dos nossos alunos não aprenderem. É importante que esse aluno tenha motivo para isso e nós, educadores, precisamos desencadear esse motivo, através da nossa mediação”, salienta.

Sob a temática central, Bazé considera que a educação pode transformar o mundo através do acreditar nas pessoas, com as condições de mudar o cotidiano, o olhar, e é o conhecimento que faz o indivíduo mudar. “É nesse acreditar que as pessoas não são as mesmas, que, a cada momento, cada instante, a cada oportunidade que tem de ler um texto e se envolver em uma história, o indivíduo já não é o mesmo, pois ele se valeu das contribuições que esses outros, nas subjetividades, estão envolvidos, como atores que nos auxiliam a pensar, a refletir, a dominar aquilo que nós temos que mediar para os nossos alunos”, finaliza.

Comentários

UNIGRAN - Centro Universitário da Grande Dourados
FONE: (67) 3411-4141 / Fax: (67) 3411-4167
Rua Balbina de Matos, 2121 - Jd. Universitário
CEP: 79.824-900 - Dourados/MS
Todos os Direitos Reservados

Baixe os apps Unigran