24/08/2016 08:43

Clóvis de Barros Filho ministra palestra sobre inovação na UNIGRAN

O palestrante, atualmente um dos mais requisitados do país, lotou Salão de Eventos

Palestrante Clóvis de Barros Filho durante palestra na UNIGRAN

Inovar é progredir. É com essa proposta que Clóvis de Barros Filho, advogado, jornalista, escritor e professor universitário, ministrou uma palestra na I Feira de Negócios UNIGRAN para mais de 1.400 acadêmicos e profissionais. Um dos palestrantes mais conceituados e requisitados do país, abordou a temática "Inovação: Conceito, Atitude e Identidade".

Quais são os aspectos essenciais da inovação na área de negócios?
No final das contas todos nós procuramos viver da melhor forma possível e, para viver da melhor forma possível, muitas vezes, é preciso fazer diferente do que se fez até então. E por quê? Porque o mundo exige, o mundo se transforma muito rápido e se você mantiver o mesmo procedimento, você não vai dar conta do que o mundo espera de você e aí isso gerará desarmonia e tristeza.

O que é necessário para uma mudança?
Se tivermos que mudar o nosso comportamento isso não é de qualquer jeito, mas é para melhor, porque mudar por mudar é uma estupidez. É preciso que se mude para melhor, e para saber o que é melhor é preciso ter na cabeça onde queremos chegar, pois é isso que no final serve como referência para saber se estamos melhorando ou piorando, perfeitamente possível mudar para melhor, aliás, muitas das mudanças que o homem empreende no mundo são para pior. E quando eu digo em mudar para melhor isso implica uma questão de valor, porque melhor é o que vale mais, então precisa saber quais valores queremos respeitar para que a mudança seja uma mudança positiva.

E quanto ao conceito de inovação?
É fazer diferente, porém melhor.

Em qual momento a empresa ou pessoa precisa ter essa atitude de mudança?
Todas as vezes que o mundo exige soluções inéditas para problemas inéditos. Muitas vezes a gente acerta, triunfa e é aplaudido e, às vezes, por isso a gente acha que é um vencedor, aí no fim de semana aparece um problema que você não sabe resolver e aí você passa de vencedor a derrotado. Portanto, a hora é quase que o tempo inteiro em que as coisas do mundo se tornam complexas exigindo de você um discernimento que até ontem não era necessário.

A qual identidade o senhor se refere em suas palestras?
Cada um de nós tem um discurso sobre si mesmo, uma definição de si e, essa definição, é a que nós oferecemos para os outros, para que saibam quem somos e é também uma definição da qual nós acreditamos. Então, quando você conhece alguém que nunca tinha visto, é normal que essa pessoa espere de você informações para ela saber quem você é, essa definição de si cobra de você uma certa permanência, um certo respeito a si mesmo e isso, claro muitas vezes, é limitante da inovação, porque se você fizer cada dia completamente diferente do que você fez no dia anterior, fica muito difícil propor ao mundo uma identidade.

Então, o que é fundamental?
É preciso lembrar que a palavra identidade vem mesmo de idêntico, igual ao que era antes e, portanto, eis ai uma limitação, por isso eu disse que a inovação tem óbvios limites. Outro limite é a questão da fidelidade, você propõe uma coisa hoje e a pessoa que convive com você passa a acreditar naquilo que você mesmo propôs e isso exige que, no futuro, você seja coerente com o que você propôs, respeitador do passado. Portanto, isso é limitante da inovação até em uma questão ética. Então, tudo o que tenho para dizer que inovar é preciso, mas é limitante.

Comentários

UNIGRAN - Centro Universitário da Grande Dourados
FONE: (67) 3411-4141 / Fax: (67) 3411-4167
Rua Balbina de Matos, 2121 - Jd. Universitário
CEP: 79.824-900 - Dourados/MS
Todos os Direitos Reservados

Baixe os apps Unigran