28/11/2014 21:00

Acadêmicos usam o cinema para debater argumentação jurídica

cadêmicos analisaram filmes e apresentaram para os colegas de curso

Quando se pensa em Direito, a imagem de livros grossos e cheios de leis complicadas vem logo à mente. Essa realidade da teoria existe, mas buscando enxergar além dela, uma professora do curso de Direito da UNIGRAN propôs uma atividade diferente: analisar a argumentação jurídica usando filmes.

O projeto foi realizado com acadêmicos do 4º semestre noturno. Divididos em grupos, eles tinham o desafio de assistir a um filme – sempre com a temática de tribunais e advogados – e, ao final, produzir uma análise escrita, apresentando em banner para os outros colegas.

Julyana Moreira da Silva, a professora que propôs o projeto, acredita que agregar as mídias em sala de aula é a melhor maneira de conseguir atingir o aluno. “A linguagem cinematográfica, que é uma linguagem muito rica, permite que se tenha uma ideia mais ampla daquilo que está se colocando”, explica. Para ela, é mais fácil para o aluno imaginar determinadas situações, quando as observa numa obra de ficção.

Isso era, aliás, um dos principais objetivos do projeto. Além de possibilitar que os acadêmicos acompanhassem partes da construção de um processo que normalmente não podem ser acompanhadas na vida real, os filmes também ajudaram a humanizar a maneira como os futuros profissionais encaram a prática do direito.

“Tudo o que se faz no direito, atinge a vida das pessoas”, afirma Julyana. “Não é só papel, ali são vidas, e um erro não destrói só uma vida. Quando você erra, você atinge a vida de todo mundo que está ao redor daquela pessoa. É importante que se tenha essa consciência, pra que a gente transforme esse profissional no advogado que vai representar realmente não só a lei, mas os interesses das pessoas”.

Muito além de notas no final do semestre, o trabalho proposto pela professora conseguiu mudar a visão dos alunos. Para muitos deles, assistir um filme procurando outro significado foi novidade e, depois da primeira vez, não conseguiram parar mais. “Eu questionei se eles já tinham feito esse exercício com cinema antes, em algum momento, e a maioria esmagadora afirmou que não. Esse foi um retorno muito bom, todos afirmaram ‘eu não consigo mais ver um filme sem observar alguns elementos que antes não faziam diferença’”, destaca Julyana.

A professora agora pretende repetir a dose, no próximo ano, com um novo semestre de alunos. “Nós procuramos fazer com que o nosso acadêmico tenha acesso e cada vez mais tenha consciência da relação da ciência jurídica. Então foi dessa relação que nós partimos”, conclui. Quem participou da experiência certamente não verá mais o Direito com os mesmos olhos.

Comentários

UNIGRAN - Centro Universitário da Grande Dourados
FONE: (67) 3411-4141 / Fax: (67) 3411-4167
Rua Balbina de Matos, 2121 - Jd. Universitário
CEP: 79.824-900 - Dourados/MS
Todos os Direitos Reservados

Baixe os apps Unigran