04/06/2014 07:57

Abertura do CNAGRO discute inovações científicas e sustentabilidade no agronegócio

CNAGRO

Congresso Nacional começou na última segunda-feira na UNIGRAN

Durante o 1º Congresso Nacional de Inovações Técnico-Científicas, Inclusão Social e Valor Agregado do Agronegócio - CNAGRO, docentes, estudantes de graduação e pós-graduação, profissionais de ciências agrárias, produtores rurais e áreas afins, participaram de debates sobre inovações científicas no agronegócio, inserção do produtor no contexto da sustentabilidade e preservação do meio ambiente para a produção de alimentos e energia no MS.

Na noite de abertura, Marcelo Augusto Santos Turine, diretor-presidente da Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia do Estado de Mato Grosso do Sul - Fundect, falou sobre as “Perspectivas e oportunidades em Ciência, Tecnologia e Inovação nas próximas décadas no estado de MS”.

“Destacamos a questão de geração de conhecimento, novos projetos de pesquisa para aproximar universidade com a iniciativa privada e produtiva, para poder gerar novos produtos e inovação para melhorar o setor de agronegócio aqui no MS”, afirma o palestrante.

Conforme o diretor-presidente da Fundect, o desafio é como a biotecnologia física, a engenharia, agronomia, podem de uma forma se articularem para produzir pesquisas de baixo custo, para conseguir sustentabilidade nessas áreas e aumentar a produção de alimento.

Na segunda palestra da noite, Adriana Mascarenhas, gestora do Departamento de Economia da Federação da Agricultura e Pecuária de MS - Sistema Famasul, abordou o tema “Cenários, viabilidade econômica do sistema agro alimentar (insumos estratégicos, produção, sustentabilidade econômica, agroindústria)”. “Fizemos uma abordagem do social, do econômico e do ambiental, mostrando que nós temos sim uma agricultura e uma pecuária sustentável não só no MS, mas em todo Brasil”, garante.

A economista mencionou que o estado cresceu em produtividade, produção em área, não só na agricultura, mas também na pecuária. “Houve um grande investimento em tecnologia. A produção de soja aqui no MS, aonde o milho se dá na mesma área, isso tem em poucos estados do Brasil, é um ponto positivo. Temos que pensar em um crescimento na produção de alimento e um crescimento com sustentabilidade, isso é possível com investimento em tecnologia”, assegura.

O evento foi realizado pelos cursos de Medicina Veterinária, Agronomia e Tecnologia em Produção Agrícola da UNIGRAN, em parceria com o Portal e Revista AGRON, UFGD, ANCP, Fundect e o Governo do Estado do Mato Grosso Do Sul. Na programação contou com palestras, mesas redondas e apresentação de trabalhos científicos.

Comentários

UNIGRAN - Centro Universitário da Grande Dourados
FONE: (67) 3411-4141 / Fax: (67) 3411-4167
Rua Balbina de Matos, 2121 - Jd. Universitário
CEP: 79.824-900 - Dourados/MS
Todos os Direitos Reservados

Baixe os apps Unigran