03/02/2014 07:42

Geração Y é discutida no 9° Seminário Interno da UNIGRAN

Seminário Interno

As palestras foram direcionadas aos professores da UNIGRAN

O 9° Seminário Interno da UNIGRAN começou com assuntos que merecem atenção por parte dos professores. O primeiro colóquio, ministrado pela professora, Janaina Souto, tratou sobre a interdisciplinaridade em sala de aula, destacando os métodos de como realizar práticas com os alunos para um melhor aprendizado. Já o segundo colóquio, ministrado pela professora e psicóloga Annye de Picoli Souza, destacou o perfil do aluno geração Y de como lidar e aprender com esse jovem cercado pela tecnologia.

Conforme a psicóloga Annye de Picoli, são características comuns na geração Y habilidades com as novas tecnologias, realização de múltiplas tarefas, capacidade colaborativa e trabalho em equipe. “As atividades que a geração Y domina, pode ser trabalhada de uma forma interdisciplinar. O professor tem o conhecimento e esse conhecimento é garantido através de uma série de práticas. Essas são desdenhadas porque esse aluno é imediatista, então o acesso ao conhecimento é muito rápido. Essa característica de superficialidade também é uma marca. Existe a necessidade de reconhecimento, seja através do feedback em trabalhos ou provas”, esclarece.

Picoli revela que há um conflito entre gerações. “O professor ao ministrar a sua aula, ele apresenta uma série de tópicos, enquanto o perfil Y é multifacetado. Ele não apenas ouve a aula, ele responde uma mensagem via sms ou então pelo WhatsApp. Lá ele também acessa um link que tem relação com o que o professor está desenvolvendo e quer fazer uma interferência. A partir do momento que existe uma inversão de papeis o professor traz essa abordagem na tecnologia, ou seja, esse conhecimento também vai ser usado para que se dissemine através do celular o conhecimento da disciplina”, afirma.

A professora do curso de Enfermagem, Cintia Sales, participou do Colóquio e afirma que é preciso ter jogo de cintura ao dialogar com esse aluno com o perfil Y. “É necessário ficar em alerta ao entrar em contato com esses jovens. Ao mesmo tempo em que você impõe uma regra, automaticamente excita mais ainda a fazer o proibido. Então, você pede em colaboração como uma parceria realmente e tentar distrair para que todos estejam interagindo em sala”, diz.

“Minha aula exige muita parceria, eu falo e eles falam. Pode ser com qualquer aluno, então todos ficam atentos. Se o aluno não tiver prestando atenção e eu perguntar algo e ele não sabe a resposta, isso gera um desconforto. A participação dos alunos deve ser efetiva e dinâmica pra não ter tempo de mexer no celular, porém sabemos que eles sempre dão aquela escapadinha. A cada dia os jovens estão mais dependentes da tecnologia”, reconhece Cintia. [WD]

Comentários

UNIGRAN - Centro Universitário da Grande Dourados
FONE: (67) 3411-4141 / Fax: (67) 3411-4167
Rua Balbina de Matos, 2121 - Jd. Universitário
CEP: 79.824-900 - Dourados/MS
Todos os Direitos Reservados

Baixe os apps Unigran