03/10/2013 07:40

Evento científico reúne pesquisadores para discutir informação e tecnologia na educação

Encontro de Iniciação Científica

Foram três dias de eventos com palestras, minicursos e exposição de trabalhos

Sob o tema "Informação, conhecimento e sabedoria: tecnologias e educação", o VIII Encontro de Iniciação Científica, V Salão de Pesquisa Docente e III Mostra de Pós-Graduação contou com a participação de 1200 pesquisadores, docentes, acadêmicos, profissionais de diversas áreas do conhecimento na UNIGRAN. O objetivo do evento foi difundir pesquisas acadêmicas e científicas, por meio de palestras, apresentações orais e sessões de pôsteres para apresentação dos trabalhos.

Na palestra "Informação, conhecimento e sabedoria: tecnologias e educação", o doutor em Farmacologia, José Arthur da Silva Emim, falou sobre o que é informação e contextualizou dentro do aspecto do conhecimento e da sabedoria. “Atrelado a isso, eu trouxe alguns recortes da literatura sobre o que temos de tecnologias novas voltadas a área da educação. Sobretudo o crescimento vertiginoso da educação à distância, dos ambientes de aprendizagem diferenciados como salas de teleconferência”, cita.

O palestrante relacionou a produção do conhecimento com a qualidade da informação. “Observamos que a informação é buscada, mas a que se encontra não é uma informação de qualidade. É importante sempre fazer uso de banco de dados, para que se possa trabalhar dentro de uma linha dependendo de cada área”, propõe José Arthur. Segundo o especialista, “as pessoas podem até começar pelo Google para fazer uma triagem, mas inicialmente saber quem está dando o chancelado daquele site, se aquele artigo foi indexado em uma determinada base de dados, para que o pesquisador tenha certeza de fato que o que está utilizando é realmente conteúdo científico, validado”.

Para José Arthur da Silva Emim, o maior desafio nos dias atuais atrelado a tecnologia na educação é “poder lidar com a tecnologia de maneira adequada a ponto de que ela possa realmente agregar valor à formação acadêmica, técnico científica e mais do que isso, humana do aluno”.

No minicurso “Objetos, ambientes virtuais de aprendizagem e o geogebra: ferramentas tecnológicas a favor do ensino e educação no cenário atual”, a professora mestre Rose Prado, também falou sobre as tecnologias. “Abordei a respeito da cultura da iniciação científica dentro da faculdade, a necessidade, a importância disso para a sociedade. Pois a iniciação científica é para aproximar os estudantes com o ensino superior, com as pesquisas, conhecimento e saber científico”, descreve.

Para a especialista, o mais importante é “pensar nestas pesquisas em possibilidades para a sociedade, não apenas para os pares, mas o desafio dos pesquisadores é transpor para o social, e a possibilidade também de dar continuidade para um mestrado, doutorado ou pós-doutorado, que é pré-requisito fundamental para o aluno”.

Durante o minicurso, Rose Prado apresentou a experiência que teve na universidade em que trabalha. “Com meu grupo de pesquisa, tivemos que fazer um projeto de iniciação científica para poder colocar em prática a teoria. Então nós focamos em um software matemático que é o Geogebra. Um software livre, hoje mundialmente conhecido, disponibilizado em 58 idiomas, e por meio dele, primeiro analisou de que maneira ele poderia interferir no saber matemático, nas questões em sala de aula e como ele seria uma ferramenta de apropriação de saberes”, explica.

Como forma de envolver a comunidade, os pesquisadores capacitaram os professores da rede municipal. “Nós fizemos o nosso social. As professoras que nós capacitamos em Ourinhos, não sabiam nem pegar no mouse. Então, quebramos a barreira tecnológica depois ensinamos como é a matemática nessa área. Trabalhamos a tecnologia como sendo um facilitador no aprendizado da matemática”, menciona Rose Prado. Outra vertente é o preparo de material, “o professor pode acessar o Geogebra, confeccionar atividades e pedir para os alunos resolverem. Esta é uma ferramenta considerada cinco estrelas pelo fácil acesso e disponibilidade de recursos”, menciona.

Acesse a galeria de fotos do evento. [SG]

Comentários

UNIGRAN - Centro Universitário da Grande Dourados
FONE: (67) 3411-4141 / Fax: (67) 3411-4167
Rua Balbina de Matos, 2121 - Jd. Universitário
CEP: 79.824-900 - Dourados/MS
Todos os Direitos Reservados

Baixe os apps Unigran