16/08/2013 07:59

Acadêmicos de Agronomia apresentam pesquisas no XXXIV Congresso Brasileiro de Ciência do Solo

Congresso Nacional

O Congresso foi realizado na capital de Santa Catarina, Florianópolis

A XXXIV edição do Congresso Brasileiro de Ciência do Solo (CBCS) foi realizada em Florianópolis, capital de Santa Catarina. O evento é promovido pela Sociedade Brasileira de Ciência do Solo (SBCS), sendo o mais importante na área de solos do país, no qual reúne pesquisadores, extensionistas, professores, profissionais liberais e estudantes de graduação e pós-graduação ligados à Ciência do Solo e a áreas afins. O curso de Agronomia da UNIGRAN levou 35 acadêmicos para participar e apresentar pesquisas.

O tema deste ano foi “Ciência do solo: para quê e para quem?”. Segundo o coordenador do curso da UNIGRAN, Fábio Regis de Souza, “o tema foi propositalmente provocativo, mas sem a intenção de negar todos os avanços alcançados até o momento”. O agrônomo explica que houve uma ampla discussão sobre “o papel do solo na sociedade atual, na agricultura, e ainda em desastres naturais, recursos hídricos, planejamento rural e urbano, mudanças climáticas, aquecimento global, segurança alimentar, por exemplo. O solo tem sido, muitas vezes, deixado para segundo plano, em diversas discussões nas quais ele deveria ter papel principal”.

Jeferson Sarate de Melo, acadêmico do 8º semestre, apresentou um trabalho sobre “A influência da compactação sobre o sistema radicular do girassol e influência da compactação no desenvolvimento das raízes no girassol”. “Montamos pôsteres, apresentamos, foi uma experiência nova para mim, que foi a primeira vez que fui a um congresso, foi uma experiência muito válida. Gostei muito do que vi lá e adquiri mais conhecimentos”, relata.

O objetivo do trabalho do estudante foi avaliar a compactação que as máquinas agrícolas causam sobre o desenvolvimento de raízes na cultura do girassol. “A compactação de solo influência no desenvolvimento das raízes, tanto no crescimento do xilema e do metaxilema, que são parte da raiz, tipo veias e essa compactação influenciou no tamanho delas. Quanto mais compactado, diminuiu o tamanho do xilema e aumentou o tamanho do metaxilema. Com o meu trabalho, foi observado que é melhor trabalhar com o solo bem descompactado”, afirma Jeferson.

Já o acadêmico Danilo Renato Santiago Santana apresentou dois estudos, um sobre levantamento da fertilidade do solo cultivado com a soja, para análise e prescrição de fósforo e o outro, de potássio. “Foi feita uma coleta de solo e nessas coletas, analisei onde estava precisando de fósforo e potássio, porque quando o solo é bastante cultivado, milho, soja e outras culturas, acontece que chega uma hora que o solo esgota aqueles nutrientes. Então, fiz a análise e, através da análise, pude observar os pontos que estavam precisando ou não, fazer correção com fósforo e potássio”, explica.

Para o estudante, “foi de suma importância participar, porque é a primeira vez que estou vou a um congresso nacional, no qual pude conhecer muitos trabalhos e muitas áreas do solo, que é uma área bem ampla. Ali eu pude ter o conhecimento de qual é o uso correto, o manejo correto do solo”.

O professor Fábio Souza garante que “a participação de nossos acadêmicos proporcionou o contato mais direto com meio científico, através da apresentação de trabalhos, da participação nas palestras sobre vários temas ligados a Ciência do Solo. O evento promoveu integração e interação com estudantes de outros estados, gerando troca de informações sobre as pesquisas que estão sendo conduzidas em todo o Brasil, em fertilidade do solo, física do solo, adubação e biologia do solo”. [SG]

Comentários

UNIGRAN - Centro Universitário da Grande Dourados
FONE: (67) 3411-4141 / Fax: (67) 3411-4167
Rua Balbina de Matos, 2121 - Jd. Universitário
CEP: 79.824-900 - Dourados/MS
Todos os Direitos Reservados

Baixe os apps Unigran