08/08/2013 07:54

Aleitamento Materno reforça laços afetivos entre a mãe e o filho

Amamentação exclusiva

A amamentação exclusiva até o sexto mês do bebê proporciona uma infância saudável (Foto: Guia do Bebê)

Os primeiros dias do mês de agosto são marcados pela Semana Mundial de Aleitamento Materno. O leite materno é o alimento ideal para o bebê nos primeiros seis meses de vida e reforça os laços afetivos entre a mãe e o filho. O leite protege o bebê contra algumas infecções, bactérias e contém todas as vitaminas que a criança precisa para ter um crescimento saudável.

Segundo a coordenadora do curso de Nutrição da UNIGRAN, Rita de Cássia Mendes, uma das vantagens que o aleitamento materno tem, é o fato de ser rico em anticorpos. “Anticorpos é o que melhora o sistema de defesa da criança e também ajuda a expulsar o mecônio, que é as primeiras fezes do neném. Essa expulsão do mecônio garante que ele não tenha uma complicação neurológica”, afirma.

De acordo com o Ministério da Saúde, o aleitamento deve ser até o sexto mês. “Não deve ser dado água, nem chá, nem nada, exclusivamente o leite materno, e, após os seis meses, ele vem como alimento complementar que deve continuar, até no mínimo dois anos de idade”, complementa a nutricionista.

Então, é a partir do sexto mês que a criança deve começar a receber outros tipos de alimentos como frutas, carne, papa salgada, verdura, etc. Quando o filho completar um ano, espera-se que ele comece a participar da alimentação familiar.

O aleitamento possui inúmeras vantagens e a criança começa a ter uma habilidade de fala melhor, forma a sua arcada dentária, tendo uma formação de dentes adequados. “Nutricionalmente esse leite oferece todos os nutrientes que a criança precisa na quantidade certa. Do lado emocional, são crianças mais estáveis, se sentem mais amadas e acolhidas pela sua mãe”, esclarece Rita.

Retornar ao peso original, menor prevalência de câncer de mama e câncer de útero, diminuição de hemorragia, são as vantagens do aleitamento materno para a mãe. Durante o período de amamentação, assim como em qualquer outro período, ela precisa ter uma alimentação saudável. Também é importante a ingestão de outros líquidos, não só água, para uma melhor produção de leite.

Contribuição da fisioterapia

Simone de Sousa Elias Nihues, professora de Fisioterapia da UNIGRAN, conta que o fisioterapeuta tem contribuição no processo de amamentação. “Podemos atuar desde a gestação, pré-parto e parto. O fisioterapeuta vai auxiliar a mãe na amamentação, ensinando melhor posicionamento para dar de mamar para o bebê, posicionamento do seio, como colocar o seio na boca do bebê e vai orientar a mãe para que a amamentação seja mais agradável, sem causar nenhum tipo de dor”, esclarece.

Durante o processo de amamentação, o fisioterapeuta acaba orientando alguns exercícios para a mãe. “Ensinamos vários exercícios, alguns alongamentos globais, porque a mãe fica em um período muito longo do dia amamentando. Alguns alongamentos para a coluna, membro superior, além de algumas massagens para seio, preparação de mamilo, até a limpeza do mamilo”, explica a professora.

Durante o dia, a mãe amamenta várias vezes o bebê, então ela precisa adequar a postura na hora da amamentação. “Ela tem que adotar uma posição adequada, porque se não, ao passar do tempo, ela vai sentir algumas dores, então ela deve estar bem posicionada, ombros sempre abertos, coluna reta. Apoiar o bebê em alguma almofada para que ela não fique o tempo inteiro segurando ele”, orienta.

A fisioterapeuta comenta que se a mãe não tiver uma cadeira de amamentação, ela pode adaptar na casa uma cadeira mais confortável ou usar algumas almofadas em baixo do braço, que acabam sendo úteis.
Algumas técnicas podem tornar a amamentação mais agradável, reduzindo dores nas mamas e beneficiando o bebê, “também orientamos a hidratação da mama, porque às vezes pode acontecer rachaduras na aréola e no mamilo, então a mãe tem que hidratar com o próprio leite, exercendo o banho de sol”, ressalta.

No dia 21 de agosto, às 19h30, será realizado na UNIGRAN uma Capacitação sobre o Aleitamento Materno, no anfiteatro do bloco 1. Será aberta a todos que tiverem interesse sobre o assunto, em especial os profissionais da saúde. A inscrição será feita no local. Mais informações pelo telefone 3411-4251. [GM]

Comentários

UNIGRAN - Centro Universitário da Grande Dourados
FONE: (67) 3411-4141 / Fax: (67) 3411-4167
Rua Balbina de Matos, 2121 - Jd. Universitário
CEP: 79.824-900 - Dourados/MS
Todos os Direitos Reservados

Baixe os apps Unigran