11/06/2013 08:02

Desembargador fala sobre ética em palestra na UNIGRAN

Palestra de Direito

Para o desembargador o mundo hoje exige uma postura ética diferenciada

O desembargador Ruy Celso Barbosa Florence do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul (TJMS) esteve na UNIGRAN e palestrou para acadêmicos do curso de Direito. O tema discutido foi sobre “Reflexões Éticas”.

Para Ruy Florence, doutor em Direito, a ética é mais que não fazer mal a alguém, significa nos dias de hoje ajudar, colaborar com as pessoas. “O Brasil cresceu muito, assim como o mundo e isso tem exigido um comportamento diferenciado da ética. Não basta mais aquela ética antiga, de não fazer com o outro aquilo que não quero que faça comigo, mas uma ética um pouco mais avançada, ou seja, que nós sejamos proativos, que façamos algum bem para a humanidade”, afirma o desembargador.

Joe Graef, coordenador do curso de Direito da UNIGRAN, ressalta que falar e refletir sobre ética é, antes de tudo, falar sobre a importância de viver em sociedade. “Dr. Rui veio em um momento importantíssimo tratar sobre ética. Vivemos um momento em que o ser humano está em volto de um processo de desenvolvimento, onde determinados valores pessoais são deixados de lado em prol de vantagens e ganhos nem sempre com escrúpulos, nem sempre respeitando o que é certo e o que é devido”, menciona.

O palestrante destaca a necessidade da disciplina ética nas universidades. “Sem dúvida a ética sempre foi uma coisa importante, mas de um tempo para cá ela se tornou obrigatória em todos os currículos de todas as universidades, de todos os cursos, se não de uma maneira direta, mas de uma maneira transversal, ou seja, incluindo em diversas disciplinas dos cursos”, garante Dr. Ruy.

Os acadêmicos que prestigiaram a palestra absorveram as palavras do desembargador quanto à conduta ética. “Foi de grande acréscimo para nós que estamos estudando, porque vamos refletir no nosso campo lá na frente. Não basta se preocupar somente com o nosso erro, mas se preocupar com a outra pessoa, não simplesmente pelo o que ela fez, mas se importar com a situação, não olhar com um olhar egoísta, técnico, mas olhar com emoção, com o coração”, diz Karen Adriele de Souza Nunes, aluna do 3º semestre.

“Quando os valores éticos são deixados de lado, quando as pessoas deixam de assumir as suas próprias responsabilidades para encurtar essas responsabilidades aos outros, é falta do reconhecimento ético da sua própria vida, e isso, em determinado momento traz prejuízo ao ser humano, como traz prejuízo a toda sociedade”, finaliza o coordenador Joe. (IO/SG)

Comentários

UNIGRAN - Centro Universitário da Grande Dourados
FONE: (67) 3411-4141 / Fax: (67) 3411-4167
Rua Balbina de Matos, 2121 - Jd. Universitário
CEP: 79.824-900 - Dourados/MS
Todos os Direitos Reservados

Baixe os apps Unigran