24/01/2013 08:05

Administrador aconselha sobre endividamento

Dicas de finanças

Por causa dos juros altos as dívidas no cartão devem ser negociadas e quitadas

Dezembro é marcado por ser o mês das férias e das festas de final de ano, não há 13º salário que renda com tantos gastos. Passado as festas o ano começa e junto chegam contas e despesas comuns de início de ano como IPTU, IPVA e compra de materiais escolares. Se o trabalhador não se organizou e separou dinheiro para essas despesas ele certamente iniciará o ano com dívidas.

Caso você esteja nesta situação, o administrador e coordenador do curso de Administração de Empresas da UNIGRAN, Valdir da Costa Pereira, aconselha, “a palavra de ordem desse momento é planejamento. As pessoas precisam entender e contextualizar na prática que essas contas vão chegar. Nos últimos meses do ano as pessoas devem começar a se preparar para esse momento, estar ciente dessas despesas”.

De acordo com o administrador, as pessoas que se planejam acabam tendo mais vantagens. “Aquele que se preparou que deixou um caixa apropriado para isso, irá pagar a vista as despesas comuns de janeiro, como o IPVA e o IPTU, e receberão descontos”, diz Valdir. Para os que não conseguiram se planejar é preciso paciência para quitar as dívidas. “As pessoas precisam fazer uma relação das despesas pra saber até onde ela vai e até onde ela pode ir em termos de gastos”, afirma.

Com a falta de dinheiro grande parte dos brasileiros recorre aos cartões de créditos e, quando o cartão também se torna uma dívida, é preciso negociar. “Se há uma dívida, se o cartão está em um valor maior do que ele tem para receber, a dica é que ele arrume outra linha de crédito no banco com uma taxa de juros menor que a da parcela do cartão. Ele tem essa alternativa que é visualizar qual taxa o banco tem para outras linhas de créditos e qual delas é menor que a do cartão. É preciso fazer uma cotação para que ele troque a dívida mais cara por uma mais barata”, recomenda.

Outra dica do administrador é aprender a dizer não. “Por mais que as lojas e redes estão fazendo grandes promoções, as pessoas precisam entender que não cabe mais no orçamento. Não é porque está barato que está na promoção que vou comprar. Não se pode rifar o futuro financeiro, é preciso ter serenidade na hora de determinar o que comprar, e no que gastar”, finaliza. (IO)

Comentários

UNIGRAN - Centro Universitário da Grande Dourados
FONE: (67) 3411-4141 / Fax: (67) 3411-4167
Rua Balbina de Matos, 2121 - Jd. Universitário
CEP: 79.824-900 - Dourados/MS
Todos os Direitos Reservados

Baixe os apps Unigran