04/12/2012 00:00

Estudo realizado na UNIGRAN mostra o uso do extrato da “espinheira santa” no combate a infecção de canal dentário

Acadêmico recebe primeiro lugar com pesquisa científica em Congresso Internacional

Trabalho foi apresentado no 3º Congresso Internacional de Odontologia

Uma pesquisa científica realizada na UNIGRAN resultou na primeira colocação do 3º Congresso Internacional de Odontologia de Mato Grosso do Sul em Campo Grande. Com o título “Estudo in vitro da atividade antimicrobiana do cimento endodôntico AH Plus® associado ao extrato etanólico da planta maytenus ilicifolia”, a pesquisa comprova que, a adição do extrato etanólico da planta conhecida popularmente como espinheira santa, ao cimento endodôntico, auxilia no combate a infecção de canal dentário.

O trabalho foi elaborado pelos acadêmicos de Odontologia Nilton Pires de Araújo Filho e Tamy Zanoni Camargo, sob a orientação dos professores Luiz Fernando Benitez Macorini (coordenador de Biomedicina), Paula Tereza Vardasca de Oliveira Galvão (professora de Odontologia) e Adriana Mestriner (pró-reitora de Pesquisa e Pós-Graduação).

O estudante Nilton conta que não esperava o primeiro lugar, “surgiu a oportunidade de apresentar o trabalho no fórum, nos preparamos e apresentamos. Tive até uns elogios, mas não esperava a premiação”. A planta foi objeto de estudo do seu Trabalho de Conclusão de Curso (TCC), “tentamos aumentar a atividade microbiana do cimento, ou seja, ele mata certa quantidade de bactérias. A gente adicionou o extrato da planta para ver se esse potencial aumenta a capacidade de matar mais bactérias. Aumentou bem significativamente”.

Segundo o professor Luiz Fernando, a proposta foi conciliar o produto natural, que no caso é uma planta medicinal, com o cimento endodôntico, usado para tratar canal. Ele explica que foi observado em outras pesquisas que alguns cimentos que estão no mercado não possuem uma boa atividade microbiana, por isso se deu a iniciativa.

“Principalmente no MS, o produto natural é o foco de muitas pesquisas, devido a nós termos o cerrado, que é um bioma que possui muitos tipos de plantas medicinais e devem ser investigadas possíveis utilizações dessas plantas. E uma dessas plantas foi a espinheira santa, nome científico maytenus ilicifolia. Adicionado o extrato desta planta ao cimento endodôntico conseguimos resultados expressivos: aumentou a capacidade de combater determinados tipos de bactérias no canal dentário, para combater infecções no canal”, assegura Luiz Fernando.

Para o coordenador, “foi um trabalho de grande relevância, mas que tem muito mais a ser explorado. Fiquei muito feliz, sentimos um orgulho muito grande quando ficamos sabendo que este trabalho foi premiado em primeiro lugar em um Congresso Internacional. Sabemos que este trabalho foi eleito pela relevância da situação”.

Luiz esclarece a importância de se trabalhar com produto natural em pesquisa científica devido à preservação da natureza, “mostrando que determinados tipos de plantas têm suas funções e podem auxiliar no tratamento de algumas doenças”.

Comentários

UNIGRAN - Centro Universitário da Grande Dourados
FONE: (67) 3411-4141 / Fax: (67) 3411-4167
Rua Balbina de Matos, 2121 - Jd. Universitário
CEP: 79.824-900 - Dourados/MS
Todos os Direitos Reservados

Baixe os apps Unigran