03/12/2012 00:00

Pacientes do Núcleo de Nutrição da UNIGRAN emagrecem após reeducação alimentar

Em 2012 foram atendidos mais de 1800 pacientes no Núcleo de Nutrição

Mais disposição, mais ânimo, menos dores de cabeça e mais, muito mais autoestima. Isso é o que relatam os pacientes do Núcleo de Nutrição da UNIGRAN após o acompanhamento realizado pela equipe. Somente em 2012 foram realizados 1878 atendimentos, sendo que 521 eram pacientes que já vinham sendo acompanhados desde 2011.

Eliane dos Anjos e Marcos Rogélio Marques são casados e têm três filhos, juntos, o casal perdeu 33 quilos. “Eu procurei o núcleo para marcar uma consulta para ele. Ele estava obeso. Quando chegamos descobri que eu também estava obesa. Estava preocupada porque ele estava hipertenso e o médico disse que ele precisava emagrecer”, conta Eliane. A primeira consulta aconteceu em fevereiro deste ano, Marcos perdeu 23 quilos e Elaine 10.

Eles contam que além da dieta compraram uma bicicleta que ajudou na perda de peso, “até as crianças ganharam cadeirinhas para poder ir com a gente”, diz Elaine. “A disposição é bem melhor, a falta de ar que eu sentia para fazer as coisas não sinto mais, o ânimo para trabalhar é bem melhor. Eu sentia muita dor de cabeça e eu não sinto mais e minha pressão está normal”, relata Marcos.

Sem dúvida, a família acompanhando a dieta fica mais fácil, “um motiva o outro”, afirma Kátia Wolf, coordenadora do Núcleo de Nutrição da UNIGRAN. Mas quando há disposição para mudar os hábitos e se isso significar melhora na saúde também é possível. Paulo Ribeiro de Souza é hipertenso e diabético, com uma dieta conseguiu controlar as doenças. “A médica me orientou a procurar uma nutricionista, pois eu precisava fazer um regime por cauda da diabetes e da hipertensão. Foi difícil acostumar com a quantidade de alimento, mas perdi 23 quilos durante o acompanhamento realizado aqui no Núcleo”, conta.

Segundo a coordenadora Kátia, a partir dos 35 anos é mais difícil emagrecer devido o metabolismo ficar mais lento. “A pessoa vai envelhecendo e perdendo massa muscular, massa magra, a não ser que ela faça uma atividade física para manter. A partir dos 35 anos já existe essa redução e é mais fácil o ganho de peso”, explica. Apesar de já terem passado dos 35 anos, Maria do Socorro Ferreira, Ana Cesarina Militão e Julia Ana Garcia não desistiram da dieta.

Maria do Socorro entrou na academia para ver se conseguia perder peso, mas não teve resultado até acrescentar a dieta na rotina. “Uma colega lá na academia me indicou o Núcleo, e então eu procurei, já tem seis meses e já perdi 6 quilos”. Ana Cesarina sentiu muita dificuldade na primeira semana e agora, após três meses, já perdeu 8 quilos. Já Julia Ana não teve dificuldade, “são coisas que eu já estava acostumada a comer, foi só corrigir a quantidade. Em um ano e meio eu perdi 10 quilos”.

O cardápio preparado pelo Núcleo é adaptado para cada paciente, conforme sua rotina e até mesmo renda como explica Kátia, “na anamnésia, que é a entrevista que fazemos com o paciente na primeira consulta, consta a renda gasta com a alimentação por mês e a quantidade de pessoas na casa. Então a partir dessa renda e a quantidade de pessoa a gente sabe quanto ele tem disponível para gastar. Fazemos toda adaptação conforme a rotina, então se a pessoa trabalha de noite e dorme de manhã adaptamos a essa rotina”, finaliza a coordenadora.

O Núcleo de Nutrição da UNIGRAN fica localizado na rua Antônio Emílio de Figueiredo, nº 1755, no centro, próximo ao Fórum. Por causa do recesso do final de ano o Núcleo já não está fazendo atendimento. Se você ficou interessado, agende uma consulta a partir do dia 21 de janeiro. O telefone é: 3411-4214.

Comentários

UNIGRAN - Centro Universitário da Grande Dourados
FONE: (67) 3411-4141 / Fax: (67) 3411-4167
Rua Balbina de Matos, 2121 - Jd. Universitário
CEP: 79.824-900 - Dourados/MS
Todos os Direitos Reservados

Baixe os apps Unigran