29/06/2012 07:51

Professora da UNIGRAN finaliza pesquisa de mestrado com dados alarmantes

Professora Julice apresenta trabalho em congresso internacional
O estudo apresenta taxas de obesidade em Dourados acima da média nacional A pesquisa “Prevalência de Sobrepeso e Obesidade em Adultos no Município de Dourados”, realizada pela professora da UNIGRAN Julice Angélica Antoniazzo Batistão Gadani, chegou ao fim, com resultados alarmantes. Segundo o estudo, Dourados apresenta taxas de obesidade acima da média nacional, assim como outros números que preocupam. O trabalho, que durou 12 meses, foi pioneiro no Mato Grosso do Sul. Segundo a professora, pesquisas sobre obesidade em crianças são comuns, mas o mesmo não acontece com adultos. “Existem muitas pesquisas com escolares, para observar se a obesidade infantil se tornará obesidade adulta, agora em adultos, de 20 a 59 anos, esta pesquisa foi a primeira”, diz. Os resultados da professora mostraram que 36% da população douradense apresenta sobrepeso, enquanto que 28% apresentam obesidade. O número de obesos é o dobro da média nacional que, em um estudo divulgado recentemente, ficou em 14%. Já a circunferência da cintura estava elevada em 64% dos entrevistados. Julice explica que não foram encontradas diferenças entre gênero ou poder aquisitivo. “A obesidade foi equivalente tanto nas pessoas de menor quanto de maior condição financeira e entre homens e mulheres também foi bem equiparado. A obesidade é uma questão cultural, realmente”, opina. Agora, estes resultados podem auxiliar o governo municipal a elaborar projetos para atender esta parcela da população. “A Secretaria Municipal de Saúde tem interesse nesses dados para fazer um programa específico para isso. Mas, sem um estudo que indique que a cidade tem um fator de risco, como conseguir verbas do governo federal?”, explica. A pesquisa inédita também abre espaço para novos questionamentos. “Existe outra pesquisa acontecendo sobre consumo de sal, que é parte da minha. São muitos estudos que podem sair depois deste resultado, agora o ideal é que novas pesquisas investiguem o porquê desses altos índices de obesidade”, conta a professora. Quem também auxiliou na pesquisa foi um grupo de 16 alunas da UNIGRAN, dos ID_CURSOs de Enfermagem, Farmácia e Nutrição. As alunas passaram por um treinamento de dois meses antes de ir a campo e, depois, utilizaram as descobertas para desenvolver seus próprios trabalhos científicos. “Para algumas, inclusive, esse trabalho se tornou um TCC, e tiveram o gostinho de fazer a pesquisa científica. Entre ID_CURSOs, a interação também foi interessante”, conta Julice. As alunas conquistaram reconhecimento ao apresentar seus trabalhos no VI Encontro de Iniciação Científica e I Mostra de Pós-graduação, realizados ano passado, na UNIGRAN. E elas não foram as únicas reconhecidas. O trabalho realizado pela professora Julice foi um dos 1000 escolhidos em todo o Brasil para ser apresentado no World Nutrition Rio 2012, um congresso internacional de saúde realizado no Rio de Janeiro, este ano. A esperança da professora, agora, é que o trabalho auxilie na implantação de políticas públicas e na produção científica em Dourados. (TD)
Comentários

UNIGRAN - Centro Universitário da Grande Dourados
FONE: (67) 3411-4141 / Fax: (67) 3411-4167
Rua Balbina de Matos, 2121 - Jd. Universitário
CEP: 79.824-900 - Dourados/MS
Todos os Direitos Reservados

Baixe os apps Unigran