29/05/2012 21:51

Direitos dos usuários na internet é discutido em palestra na UNIGRAN

Controle da internet também foi abordado durante a palestra
Fica cada vez mais claro que na sociedade contemporânea a internet é um meio fundamental de relacionamento social em todas as dimensões: cotidiano, economia, política, entre outras. Por ter esta característica, “garantir a liberdade na internet se torna fundamental para os processos democráticos contemporâneos”, garante o pró-reitor de Pesquisa e Pós-graduação da Universidade Metodista de São Paulo, o professor Dr. Fábio Josgrilberg. Fábio palestrou a acadêmicos dos ID_CURSOs de Comunicação Social, Ciências da Computação e Direito da UNIGRAN. Segundo o doutor em Ciências da Comunicação, “hoje no Brasil está em tramitação o Marco Regulatório da Internet, que pode ser determinante para o futuro da democracia na internet”. “A discussão sobre os direitos dos usuários na internet, que passa pelo Marco Civil, acontece nas faculdades de Comunicação, mas também está muito presente no movimento software livre no movimento de Dados Abertos do Governo”, explica o professor. Então, trata-se de um debate multidisciplinar. “Na internet tem área técnica com preocupações políticas bastante fortes com o movimento software livre, gente da área de Ciências Políticas, de História, do Direito, que mostra justamente essa característica multidisciplinar e fundamental para todas as áreas”, ressalta Fábio. Para o acadêmico do 7º semestre de Ciências da Computação, Jhonathan Paulo Banczek, o ponto chave da palestra foi a discussão sobre o uso dos softwares. “Foi importante para quem estava do ID_CURSO, foi essa parte de falar das normas de padrões abertos e fechados, que é uma coisa que nós debatemos muito, porque temos Engenharia de Software. Então temos sempre que trabalhar em cima dos processos que são padrões. Quando for usar um software proprietário ou quando deve usar um software aberto”, relaciona. O palestrante ainda lembra que a internet, como qualquer tecnologia para funcionar, tem que ter algum ID_TIPO de controle, “não existe nenhuma tecnologia que não existe sem nenhuma racionalidade técnica que coloca determinados comportamentos ou práticas. Então, você precisa participar sabendo que está deixando rastros e registros”, diz. “A palestra fez o futuro profissional refletir sobre a abrangência da internet e sua influência nos dias atuais, se igualando ou até ultrapassando o efeito que a televisão teve nos outros meios de comunicação”, é o que conta a acadêmica do 3º semestre de Jornalismo, Thayná Doldan Luz. Vale lembrar que a questão moral e ética na internet são as mesmas referências morais e éticas no cotidiano. “É preciso ter cuidado com a exposição, entender que é um espaço público, que você está sendo de alguma maneira controlado, o que não significa necessariamente sempre estar sendo vigiado, mas o seu registro está lá. Então precisa agir com os mesmos princípios éticos”, finaliza Fábio Josgrilberg. (SG)
Comentários

UNIGRAN - Centro Universitário da Grande Dourados
FONE: (67) 3411-4141 / Fax: (67) 3411-4167
Rua Balbina de Matos, 2121 - Jd. Universitário
CEP: 79.824-900 - Dourados/MS
Todos os Direitos Reservados

Baixe os apps Unigran