03/02/2012 07:46

Acadêmicos de Pedagogia estudam estimulação de bebês

Materiais utilizados na estimulação de bebês são confeccionados com produtos recicláveis
Todos os bebês precisam de estímulos para desenvolver-se intelectualmente, fisicamente e emocionalmente. Hoje em dia a estimulação com bebês exige muito conhecimento teórico em várias áreas: Pedagogia, Psicologia, Neurologia, Pediatria, Nutrição e Enfermagem. A Pedagogia entende que o bebê é um sujeito de direito e ele tem muito mais habilidades e potencialidades do que muitos possam imaginar. De acordo com a professora do ID_CURSO de Pedagogia da UNIGRAN, a psicóloga Rosemeire Souza Martins, a estimulação constitui numa ferramenta fundamental para favorecer os bebês no desenvolvimento harmonioso. “Podemos considerar que a estimulação acontece por meio da repetição de diferentes exercícios sensoriais e estes podem por um lado estender a habilidade mental que facilita a aprendizagem, já que a criança desenvolve destrezas para estimular a si mesma, por meio de brincadeiras livres do exercício da curiosidade e da exploração da imaginação”, afirma a professora. No ID_CURSO de Pedagogia os acadêmicos estudam a praticidade neural, passam a ver o desenvolvimento do bebê desde o momento do nascimento, como são os reflexos, entendem todos os processos para saber quais os estímulos necessários para que possa adquirir essas habilidades, inclusive coisas simples como sorrir ou mamar. A acadêmica Raquel Rodrigues afirma que “essa disciplina ajuda muito não só com nossos filhos, mas também com as crianças que vamos cuidar e educar no exercício da profissão”. Os materiais a serem trabalhados em sala de aula são confeccionados pelos próprios alunos, “nós fazemos brinquedos com materiais recicláveis para estimular todos os sentidos da criança, com isso, vimos que para educar não precisa ter muitos gastos, com coisas simples como a garrafa pet, uma vasilha de Danoninho, você consegue fazer um brinquedo para a criança e ela não vai se importar se é feito com reciclagem ou não, ela vai brincar”, acrescenta Raquel. Segundo a psicóloga Rosemeire, o primeiro vínculo geralmente se desenvolve entre o bebê e sua mãe, após algum tempo ele se apega a seu pai, mas interagem de forma diferente, pois os pais costumam passar muito mais tempo brincando com os bebês do que cuidando deles. “Bebês que desenvolvem um vínculo seguro tendem a estabelecer relacionamentos mais bem sucedidos com outros bebês e em idade escolar tendem a apresentar menos problemas comportamentais e menos conflitos entre colegas”, conclui.
Comentários

UNIGRAN - Centro Universitário da Grande Dourados
FONE: (67) 3411-4141 / Fax: (67) 3411-4167
Rua Balbina de Matos, 2121 - Jd. Universitário
CEP: 79.824-900 - Dourados/MS
Todos os Direitos Reservados

Baixe os apps Unigran