17/10/2011 07:50

Professores de Engenharia da UNIGRAN participam de obra sustentável

Serra do Tombador, localizada na Chapada dos Veadeiros em Goiás
Há 17 anos a Fundação O Boticário trabalha para recompor um pedaço da natureza do Brasil. Já com uma reserva na Mata Atlântica, o próximo passo é a implantação de um espaço com todas as características do cerrado na Serra do Tombador, na Chapada dos Veadeiros, em Goiás. O objetivo é ter um parque, uma reserva que mantenha intacta a biosfera da região. Para este projeto ser realizado foi preciso formar uma equipe de arquitetos e engenheiros para tornar essa obra o mais sustentável possível. E nessa equipe está o coordenador do ID_CURSO de Engenharia Civil Luiz Henrique Moreira de Carvalho e a professora Meire Cristiane Ferreira da Cunha, da UNIGRAN. A professora Meire Cristiane gerencia todo o projeto, ela é responsável em conferir quem são os fornecedores mais próximos, como o material chegará até o local e quais fornecedores obedecem aos preceitos de sustentabilidade, responsabilidade social, honestidade, critérios exigidos pela fundação. Já o engenheiro Luiz Henrique e sua equipe são responsáveis pela elaboração dos projetos complementares, como os de estrutura, de fundação, reaproveitamento de água, de esgotamento sanitário, elétrico, hidráulico e de incêndio. De acordo com a engenheira, para fornecer materiais para a obra às empresas devem ser responsáveis e sustentáveis, “o fornecedor deve se preocupar em atenuar as mudanças climáticas, preservar a diversidade biológica, combater a poluição das águas, promover o desenvolvimento econômico, trabalhar na legalidade e ter licença dos órgãos ambientais”, relata Cristiane. A ideia de “restaurar” um pedaço da beleza natural do ecossistema brasileiro veio do dono da empresa, “para obter os produtos de sua linha de produção é preciso extrair da natureza as essências e matérias primas para seus produtos, dessa forma ele teve interesse de devolver isso para a natureza, então veio as primeiras ideias de parques e reservas de proteção ambiental”, conta a engenheira. A Fundação deseja criar reservas nas cinco diversidades naturais do país. Na Mata atlântica a reserva já é uma realidade; no Cerrado, onde os professores da UNIGRAN participam do projeto, as obras estão prestes a iniciar, mas ainda há o intuito de preservar a área da Caatinga, Floresta Amazônica e também do Pantanal. A sustentabilidade é o princípio básico de todos os envolvidos no projeto. O engenheiro civil Luiz conta como é possível essa responsabilidade dentro de uma construção, “a sustentabilidade é definir uma maneira, desde o início de uma obra, de agredir menos possível o meio ambiente e a biosfera, isso é utilizar corretamente a ventilação, iluminação, materiais alternativos ou mesmo que não sejam alternativos, mas que geram um reID_CURSO renovável”.
Comentários

UNIGRAN - Centro Universitário da Grande Dourados
FONE: (67) 3411-4141 / Fax: (67) 3411-4167
Rua Balbina de Matos, 2121 - Jd. Universitário
CEP: 79.824-900 - Dourados/MS
Todos os Direitos Reservados

Baixe os apps Unigran