17/06/2002 17:05

UNIGRAN REPETE DIA DE VACINAÇÃO DUPLA VIRAL EM MULHERES.

Um posto de vacinação será novamente montado na Clínica de Fisioterapia, na 5ª-feira, para imunizar o maior número de mulheres possível.
Na próxima quinta-feira, equipes de vacinadores da Secretaria Municipal de Saúde estarão realizando uma nova campanha de vacinação contra o sarampo e a rubéola, na Clínica-Escola de Fisioterapia da UNIGRAN. Os agentes de saúde estarão atendendo nos períodos matutino e noturno. Na semana passada, eles aplicaram essa vacina dupla viral em cerca de seiscentos mulheres, quantidade que pretendem igualar ou até mesmo superar no dia 20. Dos mais de cinco mil estudantes da UNIGRAN e da Escola Decisivo-Anglo, pelo menos 50% são do sexo feminino e se incluem na faixa etária abrangida por esta Campanha. Mesmo com todas as campanhas de vacinação e de esclarecimento, houve no Brasil 201 casos de crianças que nasceram com seqüelas deixadas pela rubéola, entre 1997 e 2001. Esse número preocupa o Ministério da Saúde que está convocando todas as mulheres com idade entre 12 e 39 anos a tomar essa vacina dupla viral contra o Paramixovírus, causador do sarampo, e o Rubivírus, que provoca a rubéola. A UNIGRAN participa dessa campanha, que se desenvolve em onze Estados, e cedeu espaço na Clínica-Escola de Fisioterapia para que os vacinadores da Secretaria Municipal de Saúde possam imunizar não só as estudantes e funcionárias da Instituição, como também as moradoras dos bairros vizinhos. Quando acometem gestantes, o sarampo e, principalmente, a rubéola podem provocar aborto. A rubéola, doença infecciosa e muito contagiosa, manifesta-se sob a forma de uma vermelhidão na pele e inchação dos gânglios linfáticos do pescoço, mas não representa perigo para a pessoa acometida. Os embriões e fetos, ao contrário, podem desenvolver males irreversíveis – cegueira, surdez, doenças cardíacas ou retardo mental – em conseqüência do contágio intrauterino pelo Rubivírus da mãe. Atualmente, a tecnologia de produção da vacina que previne contra a rubéola utiliza material humano infectado, cultivado em células humanas diplóides (com número cromossômico básico duplicado) ou em células de rim de coelho (Cendehill). Uma única dose da vacina assegura a imunidade contra a rubéola por toda a vida. Já o sarampo, se não for tratado em tempo e adequadamente, pode levar a pessoa à morte, porque enfraquece o corpo e facilita o contágio de outros ID_TIPOs de vírus e bactérias.
Comentários

UNIGRAN - Centro Universitário da Grande Dourados
FONE: (67) 3411-4141 / Fax: (67) 3411-4167
Rua Balbina de Matos, 2121 - Jd. Universitário
CEP: 79.824-900 - Dourados/MS
Todos os Direitos Reservados

Baixe os apps Unigran