06/10/2005 17:23

ID_CURSO de Biomedicina faz análises clínicas gratuitas para motoristas de ônibus.

UNIGRAN abriu projeto de extensão para os motoristas que transportam estudantes, visando ao seu bem-estar e saúde.
Conscientizar sobre as vantagens de se prevenir, ao invés de remediar. Um novo projeto de extensão do ID_CURSO de Biomedicina da Unigran está atendendo aos motoristas de ônibus com serviços gratuitos de análises clínicas. O atendimento iniciou pelos profissionais que transportam estudantes das cidades vizinhas para Dourados. Trinta dos cinqüenta e um motoristas que estacionam seus ônibus na UNIGRAN já utilizaram os serviços e receberam, anteontem, os resultados completos de exames de sangue, de glicemia e parasitológicos para apresentar a um médico. Aproveitando o incentivo, o motorista Francisco Cavalcante Gomes, 37 anos, disse que vai “parar” um pouquinho para se consultar. “Para nós isso é muito favorável, porque a gente transporta os alunos cedo, de tarde e à noite e é sempre bom saber como está a saúde da gente”, declarou. Conforme explicou a coordenadora do ID_CURSO, professora Valdelice Oliveira Burgos, o projeto “Dirigindo com Saúde” propõe-se a formar uma consciência de prevenção de doenças nesses profissionais que passam a maior parte do tempo nas estradas. Dessa forma, o trabalho iniciou com a sensibilização dos motoristas para as questões de saúde. No dia da coleta de materiais para análises, eles participaram de um seminário sobre saúde, bem-estar e qualidade de vida, com a pró-reitora de Ensino e Extensão, professora Terezinha Bazé de Lima. Nos próximos dias, o projeto terá continuidade com a palestra de um médico convidado, que poderá, também, dar pareceres, diagnósticos e fazer encaminhamentos de pacientes para eventuais tratamentos. “São pessoas que não têm acesso a médico porque trabalham o dia inteiro e eu acredito que o objetivo do nosso projeto foi alcançado, no sentido de conscientizá-los a fazer o exame para saber se o colesterol está alto, se a glicemia está regular. Essa também é uma forma de agradecê-los, porque os motoristas fazem parte da nossa faculdade e é importante para gente saber se eles estão bem de saúde, o sentido do nosso projeto é cuidar da saúde”, reforça a professora Valdelice Burgos. Ela elogiou o trabalho dos acadêmicos, que ficaram até altas DATA_HORAs preparando as amostras para os exames, e destacou o trabalho dos professores responsáveis. Ao todo, mais de 25 pessoas se envolveram nas análises, desde as coletas aos procedimentos de laboratório. O diagnóstico completo sobre eventuais doenças é atribuição médica, mas, no geral, os exames mostram poucas anormalidades. A professora Renata Andréa Volpe, encarregada dos hemogramas e de tipagem sangüínea, relatou normalidade em seus resultados. "No meu setor não deu nada alterado. A gente só trabalhou em nível de prevenção [porque] a gente sabe que a má alimentação pode provocar quadros anêmicos, por exemplo, assim como a presença de doença crônica", disse. Já o professor Wesley Borges, biomédico encarregado dos exames parasitológicos, acende luzes de alerta para duas pessoas infectadas por parasitos intestinais. São casos que os médicos chamam de estrongiloidíase - doença transmissível de pessoa a pessoa em condições precárias de higiene pessoal e de utensílios - que é causada pelo helminto Strongyloides stercoralis. Em estágios avançados, a doença causa complicações, como febre, náuseas e até edema pulmonar. "Esses parasitos são frutos de maus hábitos alimentares ou falta de higiene pessoal e provoca várias debilidades. E podem passar de um indíviduo para outro tomando tereré ou mesmo joganda cartas, se alguém vai no banheiro e não lava as mãos direito. As pessoas contaminadas vão ser orientadas individual e sigilosamente a procurar tratamento médico", disse o professor. O projeto de extensão "Dirigindo com Saúde" permanecerá aberto, inclusive, aos motoristas de linhas que servem outras universidade de Dourados. Os interessados podem entrar em contato com o setor de atendimento ao público do Laboratório de Análises Clínicas de UNIGRAN (telefone 411-4185), de segunda a sexta-feira, entre 7h30 e 9h00.
Comentários

UNIGRAN - Centro Universitário da Grande Dourados
FONE: (67) 3411-4141 / Fax: (67) 3411-4167
Rua Balbina de Matos, 2121 - Jd. Universitário
CEP: 79.824-900 - Dourados/MS
Todos os Direitos Reservados

Baixe os apps Unigran