07/12/2001 17:51

Coordenadora de Biomedicina participa de debate sobre clonagem na TV Dourados.

A coordenadora do ID_CURSO de Biomedicina da UNIGRAN, professora Silvana de Paula Quintão Scalon, participou ontem do Programa de debates “SOS da Graça de Deus”, do apresentador da TV Dourados, pastor José Maria dos Reis, que vai ao ar ao vivo às 22h00 pelo canal aberto 5 e canal 21 da ViaCabo TV. O tema do programa desta quinta-feira foi a “Clonagem de seres humanos”, tendo ainda a participação do presidente da OAB de Dourados, advogado Jovino Balardi, e do teólogo e pastor da Igreja Batista, Givaldo Mauro Matos e também de telespectadores.

A participação dos convidados teve repercussão bastante positiva no sentido de prestar à população informações esclarecedoras acerca de uma temática tão polêmica quanto é a clonagem. Imparcial, o apresentador conduziu o programa de forma dinâmica, o que deixou os convidados à vontade para colocarem suas idéias, deixando os julgamentos de valor aos telespectadores. O chefe de Jornalismo da TV Dourados, Fábio Dorta, avaliou que o programa teve um alto nível de qualidade.

Como cientista, a professora Silvana Scalon entende que a clonagem está “aterrorizando” a sociedade por estar sendo tratada na grande mídia de maneira passional e superficial. Ela explicou que a clonagem de seres vivos – plantas e animais – é perfeitamente possível e pode ajudar a humanidade a melDATA_HORAr a produção de alimentos e a solucionar problemas de falta de órgãos para transplante, em um futuro próximo. Porém, pessoalmente, ela posicionou-se contra a reprodução de pessoas por meio dessa técnica “por achar um capricho da humanidade”. O debate estendeu-se por uma DATA_HORA e meia, desenrolando-se por assuntos às vezes inquietantes: Um clone teria alma?

Um diácono entrevistado, preferiu não opinar a respeito disso, mas o teólogo Givaldo Matos compreende que, na hipótese de a clonagem de seres humanos vir a se popularizar no futuro, as pessoas assim nascidas também seriam dotadas de alma, devendo receber todo o carinho e atenção. Contudo, ele lamenta que o homem mudaria profundamente sua forma de reprodução, de sexuada para assexuada, o que traria profundas alterações no conceito de natureza humana.

Seguindo pelos caminhos da Ética, e questionando o mau uso que se pode fazer da clonagem, o advogado Jovino Barlardi explicou a haveria de ser criada toda uma legislação para contemplar as alterações sociais decorrentes da possível existência de clones de pessoas. Questões como direito de herança, à pensão alimentícia, bem como o aborto voluntário de um feto originado de clonagem, são tidas hoje como “impossibilidades jurídicas”. Para ele, face ao inevitável que parecer ser a clonagem de pessoas, somente a Ética pode evitar um possível desastre para a humanidade.

FOTO: (da esq.)O advogado Jovino Balardi, a professora Silvana Scalon e o teólogo Givaldo Matos concordaram num ponto: a clonagem de seres humanos é absolutamente dispensável.

Comentários

UNIGRAN - Centro Universitário da Grande Dourados
FONE: (67) 3411-4141 / Fax: (67) 3411-4167
Rua Balbina de Matos, 2121 - Jd. Universitário
CEP: 79.824-900 - Dourados/MS
Todos os Direitos Reservados

Baixe os apps Unigran