Revista Multidisciplinar da Faculdade de Ciências Biológicas e da Saúde da Unigran | ISSN-1981-3775

Os artigos deverão ser enviados, exclusivamente, por email: interbio@unigran.br

AVALIAÇÃO MICROBIOLÓGICA DA ÁGUA TRATADA UTILIZADA EM ESTABELECIMENTOS DE DIÁLISE, CAMPO GRANDE - MS.

MICROBIOLOGICAL EVALUATION OF THE TREATED WATER USED IN DIALYSIS ESTABLISHMENTS, CAMPO GRANDE -MS.

Autores:

CÂMARA, Sonia Aparecida Viana1; PIVETTA, Ariana Novaes da Silva2; UEHARA, Gabriela Hatsuko Mendes2; CÂMARA, Juliana Viana3.

Baixe o Artigo aqui (pdf)

Resumo:

A doença renal crônica é caracterizada pela perda da função dos rins levando a um desequilíbrio funcional fisiológico e biológico comprometendo as funções exócrinas, endócrinas e metabólicas do rim. Um dos tratamentos realizados ao paciente portador dessa doença é a hemodiálise. A RDC nº 11/03/2014, ANVISA, estabelece os parâmetros e valores de referência para o controle da água e dialisato. Trata-se de uma pesquisa descritiva quantitativa longitudinal retrospectiva, com objetivo de avaliar o Programa PRO-DIÁLISE, realizado pela Vigilância Sanitária Estadual, através da coleta da análise microbiológica na água tratada por osmose reversa, e dialisato. Foram coletadas 198 amostras em três pontos (72 dialisato, 69 após osmose reversa e 57 sala de reuso), nas seis clínicas de terapia renal substitutiva, pela Vigilância Sanitária Estadual, e, analisadas no LACEN, em Campo Grande, MS, 2016. A contagem de bactérias heterotróficas apresentou 7,14%, e, 26,08% acima de 100UFC\mL, na água tratada após osmose reversa e na sala de reuso, respectivamente, com diferença significativa (p< 0,05); e, 30,55% do dialisato apresentou valores acima de 2,0x102UFC\mL. Todos os pontos de coleta foram ausentes para Coliformes totais, atendendo a legislação. A fiscalização e monitoramento da qualidade da água são fatores determinantes para assegurar a saúde dos pacientes com insuficiência renal crônica.