Jornada de Fisioterapia discute avanços e desafios da profissão

O objetivo do evento foi contribuir na construção de conhecimento do acadêmico

O curso de Fisioterapia da UNIGRAN realizou a sua Jornada Acadêmica que teve como tema ‘Desafios e Avanços na Fisioterapia’. Além da integração entre acadêmicos, professores e profissionais da área, o evento proporcionou experiências com temáticas pouco discutidas e enfatizou os desafios da profissão.

Durante a Jornada, segundo o coordenador do curso, Eduardo Henrique Loreti, o objetivo maior foi a construção de conhecimento, através das discussões e práticas com os palestrantes convidados, além de fomentar a união e envolvimento dos alunos com o conhecimento e com o curso.

Sobre o tema, ele explicou que foi escolhido devido os avanços e desafios da profissão. “O tema se baseou no contexto atual da Fisioterapia. Sobre os desafios para ser um bom profissional no cenário atual e o quanto que a Fisioterapia tem avançado e vai avançar no futuro, principalmente no que diz respeito às questões tecnológicas, que vem surgindo com o objetivo de melhorar a prática profissional”, apontou Eduardo.

A Jornada Acadêmica ainda trouxe palestras e oficinas que contemplaram áreas da Fisioterapia que, muitas vezes, são pouco debatidas como, por exemplo, a atuação com atletas, crianças e adolescentes. “Escolhemos abordar, dentro da Fisioterapia, áreas específicas, pouco discutidas e que precisam de um aprofundamento, para que os acadêmicos possam ter uma visão do leque de possibilidades de atuação profissional e não ficar restrito a apenas uma área, ou conhecimento específico”, ressaltou o coordenador.

“Nós tivemos o cuidado de trazer profissionais que atuam diretamente dentro do tema que estão abordando. Então, além de terem contato com o conhecimento teórico, puderam ver e ter contato com a prática desse profissional, e isto gera um interesse do aluno que pretende seguir aquele caminho, mas também para o acadêmico que pretende uma área diferente”, completou Eduardo.

E, para a abertura do evento, foi convidada a professora doutora Andréia de Oliveira Iguma, que ministrou palestra com o tema ‘Morte e vida na literatura: uma conversa com profissionais da saúde’.

A palestra visou mostrar como a ficção pode ajudar o profissional a ser mais sensível, principalmente na temática da morte. “Acabamos de sair de uma pandemia, parte expressiva do nosso país ainda está de luto e, infelizmente, a morte, para muitos, ainda é um tema tabu. É preciso falar da morte para compreender a vida. Dito isso, valido que a palestra teve como foco sensibilizar a plateia para um tema tão importante e lembrar que eles lidarão com pacientes que estarão próximos desta travessia e que, se eles não pensarem sobre a morte, possivelmente faltará sensibilidade para compreender sobre as dores daqueles que são seus pacientes”, concluiu a palestrante.

UNIGRAN - Centro Universitário da Grande Dourados
FONE: (67) 3411-4141 / Fax: (67) 3411-4167
Rua Balbina de Matos, 2121 - Jd. Universitário
CEP: 79.824-900 - Dourados/MS
Todos os Direitos Reservados

Baixe os apps Unigran