UNIGRAN realiza o 1º Simpósio Integrado de Tecnologia da Informação

Para o evento, foram convidados professores doutores na área de TI para contribuir na formação dos acadêmicos

O evento foi on-line e contou com três dias de programação

O 1º Simpósio Integrado de Tecnologia da Informação (SITI) da UNIGRAN aconteceu em parceria com os cursos de Engenharia de Software e Análise e Desenvolvimento de Sistemas EaD. O evento abordou novas tecnologias e tendências do mercado, com o objetivo de contribuir com a formação do acadêmico. 

Os organizadores do evento e coordenadores dos cursos de Engenharia de Software, Marcos Alves Mariano, e de Análise e Desenvolvimento de Sistemas, Antonio Pires Almeida Junior, abriram o SITI, explicando aos alunos sobre a programação do evento e o objetivo. “A ideia foi proporcionar um evento especial, no qual os estudantes pudessem conhecer novas áreas, novos palestrantes e adquirir conhecimento”, afirmou Antonio.

“O Simpósio proporciona aos nossos alunos a oportunidade de conhecerem temas atuais e tendências de mercado na área de TI. Com isso, os acadêmicos que estão se preparando e buscando oportunidades no mercado podem ter um melhor direcionamento para sua carreira profissional”, completou o coordenador de Engenharia de Software.

Marcos ainda apontou que o evento abordou temas como a internet das coisas, segurança da informação, inteligência artificial, ciência de dados e computação de alto desempenho, ou seja, temas que estão em alta e continuarão com a chegada da internet 5G. 

Todos os palestrantes que foram convidados para participar do evento são doutores na área, com grandes contribuições na pesquisa e experiência no mercado de trabalho. Um deles foi o professor doutor Ricardo Tombesi Macedo, da Universidade Federal de Santa Maria - UFSM, que, na abertura do SITI, abordou o tema ‘GT-ARQUIMEDES: Uma Ferramenta para se Esquivar de Vazamentos de Informação na Transmissão de Mensagens de Rede’.

Macedo apresentou aos acadêmicos a Plataforma Arquimedes, que, segundo ele, faz a “identificação das principais vulnerabilidades da IoT (Internet of Things ou Internet das Coisas), a descoberta de vulnerabilidades, a quantificação dos riscos e a ofuscação do comportamento dos usuários legítimo”. 

“IoT são objetos do nosso dia a dia que passam a ser equipados com interfaces de comunicação sem fio. Por exemplo, uma lâmpada que pode ser controlada pela internet. A tendência é que cada vez mais dispositivos simples venham a se conectar com a Internet e comecem a prestar serviços para melhorar a nossa qualidade de vida”, explicou o palestrante.

Por fim, Ricardo agradeceu a participação no Simpósio, ressaltando a troca de experiências, acreditando ter contribuído para a atualização dos estudantes. “É necessária e importante a atualização do profissional e também para o acadêmico, pois é uma oportunidade para conhecer assuntos que, muitas vezes, não há tempo para se estudar em sala de aula”, finalizou. 

UNIGRAN - Centro Universitário da Grande Dourados
FONE: (67) 3411-4141 / Fax: (67) 3411-4167
Rua Balbina de Matos, 2121 - Jd. Universitário
CEP: 79.824-900 - Dourados/MS
Todos os Direitos Reservados

Baixe os apps Unigran