Ginastas do Projeto Ginaslouquinhos participam de um circuito em comemoração ao Dia das Crianças

Crianças também se divertem durante o circuito de ginástica artística

As pequenas ginastas do Projeto Ginaslouquinhos – Ginástica Artística e Cidadania, participaram de um circuito comemorativo em alusão ao Dia das Crianças. Orientadas pelo professor Rogério da Cruz Montes, presidente do Instituto Ginasloucos, as crianças praticaram oito estações que já estavam treinando. Com a pandemia da Covid-19, o projeto tem realizado suas atividades com turmas reduzidas, em horários separados. Ao todo, o Ginaslouquinhos atende cerca de 50 crianças no contraturno escolar.

A meninada suou. “Tudo o que a ginástica artística pode disponibilizar, nós tentamos montar em um único circuito. Rolamentos para frente e para trás, andar, correr e saltar, se equilibrar, barra, se pendurar, salto sobre o cavalo, preparativo para o salto sobre a mesa, entre outras atividades”, menciona Rogério Montes.

A prática da ginástica auxilia no aumento da coordenação motora, equilíbrio, agilidade, concentração, ritmo, força e graça. Conforme o professor, “a criança vai conseguir desenvolver suas atividades motoras, que é proporcionado pela ginástica artística. Pode ser que não venha a ser uma ginasta de competição, mas será uma pessoa que estará preparada para jogar um voleibol, basquete, futebol, handebol ou qualquer modalidade esportiva”, ressalta.

Mas também há um incentivo para que se tornem profissionais. Inclusive, neste ano, a modalidade foi destaque nas Olimpíadas de Tóquio. “Algumas crianças que iniciaram o treinamento antes da pandemia e, durante este período treinou on-line, irão para o Torneio Nacional de Ginástica Artística da Confederação Brasileira de Ginástica – CBG, que acontecerá em Campo Grande, nos dias 11 a 14 de novembro. É a primeira vez que Dourados vai participar de um torneio nacional. É motivo de muito orgulho”, conta, emocionado, Rogério Montes.

Raqueline Capuci Infante Vieira, fisioterapeuta e mãe da pequena Helena Infante Vieira, de 8 anos, disse que inscreveu a filha motivada pelas amizades, pela prática esportiva e pelo fato dela se divertir brincando. Helena participa do projeto há dois anos. “Ela acaba tendo consciência do quanto é importante a atividade física e a gente vê a evolução, claramente, das acrobacias, dos movimentos. Qualquer tipo de atividade física é importante porque é plantada uma sementinha para, futuramente, haver uma continuação”, destaca.

Aos 9 anos, Cecília De Cicco Stefanello, se equilibra sobre a mesa, pratica o rolamento para frente e para trás, se movimenta entre diversos aparelhos do circuito, mas tem um preferido. “Gosto mais da cama elástica, que eu sei fazer o mortal e cair em pé. Eu gosto de fazer pela atividade física. É legal, eu aprendo várias coisas. Ano passado nem conseguia fazer, agora já consigo só com uma mão”, revela.

Maite Pereira Lima Zauith, 8 anos, é uma das alunas do projeto. Ela, que sempre gostou de ginástica, afirma que a melhor parte da aula é praticar nos aparelhos e encontrar as amigas. “O que eu mais gosto daqui é fazer os exercícios e também encontrar as amigas”, afirma.

O Projeto Ginaslouquinhos – Ginástica Artística e Cidadania faz parte do curso de Educação Física da UNIGRAN em parceria com o Instituto Ginasloucos.

UNIGRAN - Centro Universitário da Grande Dourados
FONE: (67) 3411-4141 / Fax: (67) 3411-4167
Rua Balbina de Matos, 2121 - Jd. Universitário
CEP: 79.824-900 - Dourados/MS
Todos os Direitos Reservados

Baixe os apps Unigran