Atleta paralímpica da UNIGRAN recebe homenagem em Pernambuco

A homenagem aconteceu após a atleta sofrer um acidente e perder 100% da visão em um dos olhos

Bethânia e o presidente da FAPE, Roberto Filho

A atleta paralímpica Bethânia Ferreira Gomes foi convidada pela Federação Acadêmica Pernambucana de Esportes – FAPE – para ser homenageada durante cerimônia nos Jogos Universitários de Pernambuco, que aconteceu no dia 15 agosto. O ato ocorreu após ela sofrer um acidente doméstico, com um de seus dardos, e perder toda a visão do olho direito.

Bethânia conta que estava se preparando para a competição em Recife, além do 2º Jogos Paradesportivos de Blumenau, quando sofreu o acidente. Ela lembra que estava em um dia corrido, saindo para uma entrevista, e, ao realizar uma atividade na lavanderia de sua residência, acabou, acidentalmente, mudando um dos dardos de lugar. Ao voltar para casa, foi novamente a lavanderia, mas, por conta da sua baixa visão, acabou se ferindo com o dardo. “Na minha casa eu tenho mobilidade boa, mas não pode mudar nada de lugar. O estrago foi grande”, comentou.

A atleta, que compete no lançamento de dardo, disco e arremesso de peso, explica que o dardo rompeu o cristalino do olho e atingiu a retina. Por conta disso, ela perdeu 100% da visão do olho direito.

Mesmo não podendo competir em Pernambuco, ela foi convidada pela Federação para ser homenageada durante o evento. “Diante do meu quadro, o presidente da federação me homenageou. Me senti honrada em levar o nome da UNIGRAN e o meu também em outro estado para brilhar mais uma vez”, ressalta Bethânia. “Sou atleta cria da UNIGRAN. Estar hoje no alto rendimento foi por conta de todo apoio da Instituição”, completou.

Bethânia ainda destacou que, por conta do acidente e da perda de visão, ela provavelmente mudará de classe. Atualmente ela é F12, que é o atleta que possui deficiência visual, porém tem capacidade de “reconhecer a forma de uma mão à acuidade visual de 2/60 e/ou campo visual inferior a cinco graus”, e poderá passar para F11, em que o atleta possui deficiência visual “de nenhuma percepção luminosa em ambos os olhos a percepção de luz, mas com incapacidade de reconhecer o formato de uma mão a qualquer distância ou direção”.

UNIGRAN - Centro Universitário da Grande Dourados
FONE: (67) 3411-4141 / Fax: (67) 3411-4167
Rua Balbina de Matos, 2121 - Jd. Universitário
CEP: 79.824-900 - Dourados/MS
Todos os Direitos Reservados

Baixe os apps Unigran