“Dia dos Namorados deve ser comemorado todos os dias”, diz psicóloga

Para a psicóloga Aletéia Ferruzi, momentos individuais são de grande importância para um relacionamento saudável
Celebrar o Dia dos Namorados é uma prática de quase todos os casais, entretanto a comemoração não deve se restringir só a essa data. Isso é o que explica a coordenadora do Núcleo de Psicologia da UNIGRAN, Aletéia Henklain Ferruzzi. Além disso, a psicóloga aproveita o período para oferecer dicas para o relacionamento e para quem não passará o Dia dos Namorados acompanhado. “A data deve ser vista como um dia de comemoração, mesmo se tratando de algo comercial”, diz a psicóloga. Aletéia explica que o casal não precisa ter necessariamente uma data pré-estabelecida para comemorar, mas sim celebrar as datas mais especiais para eles como, o primeiro beijo, a primeira intimidade, a primeira viagem, o dia do casamento, entre outras. “É preciso reviver os dias mais importantes e manter sempre o romantismo, independente de uma data comemorativa de calendário”, destaca. Segundo a coordenadora do Núcleo, a base para um relacionamento saudável “é que ele tenha cumplicidade, diálogo, confiança e certos momentos de individualidade”, diz. Ela esclarece que o medo do que o outro vai fazer no momento de ausência, pode prejudicar a relação. “Não precisa estar o tempo todo junto para estar junto, então o que acontece é que a maioria dos casais não se separa porque, às vezes, não tem a confiança de que na separação física algo não vai acontecer e essa falta de confiança acaba se tornando quase que patológico, doentio”, explica. Aletéia Ferruzi diz, ainda, que os momentos individuais são importantes para o casal. “O homem tem direito ao seu jogo de futebol, como a mulher ao seu passeio no shopping para fazer suas compras. É gostoso voltar pra casa e contar para um marido ou namorado que o seu dia foi agradável”, aponta. Para os solteiros De acordo com Aletéia muitas pessoas passaram a investir na carreira, na vida pessoal, e estão deixando a vida a dois para mais para frente, o que não é errado, é o modelo familiar que tem mudado. “Há uma mudança, mas ainda há uma cultura de cobrança do relacionamento, da família”, diz. Porém, a coordenadora do Núcleo da UNIGRAN lembra que o Dia dos Namorados é, antes de ser uma celebração entre casais, uma comemoração ao amor. “Antes de amar qualquer pessoa, temos que gostar de nós”, diz a psicóloga. Essa prática é comum, por exemplo, nos Estados Unidos. Lá, o Dia dos Namorados foi instituído em fevereiro e é comum presentear os pais, os amigos e a todos que se gostam. Uma dica importante para aqueles que ainda não acharam o seu “par”, é olhar a data de uma forma alegre e não com tristeza. A psicóloga dá uma dica: “o que impede de nos presentear e valorizar a nós mesmos? Estar aberto a possibilidades de conhecer novas pessoas, sair para ser visto? Faça isso uma oportunidade para criar, para pensar. A gente nunca sabe onde vai achar uma oportunidade”, afirma. (MC/CJ)

UNIGRAN - Centro Universitário da Grande Dourados
FONE: (67) 3411-4141 / Fax: (67) 3411-4167
Rua Balbina de Matos, 2121 - Jd. Universitário
CEP: 79.824-900 - Dourados/MS
Todos os Direitos Reservados

Baixe os apps Unigran