Sérgio Lobato aponta as oportunidades para o Médico Veterinário

Klaus Saturnino, Marcelo Real, Sérgio Lobato e Fernanda Zauith em visita do consultor a UNIGRAN
Dourados recebeu, na noite de quinta-feira, o médico veterinário Sérgio Lobato, especialista em marketing veterinário, para falar sobre o mercado pet. O evento, promovido pela Sociedade Sul – mato - grossense de Médicos Veterinários (Somvet), contou com a presença de profissionais da região e acadêmicos da UNIGRAN. Atenta à importância das discussões, a Diretora do Hospital Veterinário, Fernanda Zauith, convidou o consultor para conhecer a estrutura oferecida pela Instituição. Na oportunidade, Sérgio Lobato, acompanhado do coordenador de Medicina Veterinária da UNIGRAN, Klaus Casaro Saturnino, de Fernanda e de Marcelo Real, presidente da Somvet, falou sobre o marketing veterinário na atuação profissional. Confira na íntegra: (MC) Por que o senhor especializou-se em marketing? Eu digo que o marketing que me escolheu, porque o marketing surgiu como uma complementação de algo que já era inerente a minha personalidade e ao meu desejo de transformação na minha profissão. Então, ele veio como uma ferramenta a mais para certificar e qualificar ainda mais minha formação. Essa é uma área de formação, para o médico veterinário, que ganha mais espaço a cada dia? Por quê? Há muito tempo eu escrevi um artigo chamado “Não sou o salvador da lavoura” e eu personificava o marketing como personagem, como entidade. Sou muito crítico, acho que o marketing é um conjunto de ferramentas, ele não pode ser considerado como a única coisa que vai transformar a medicina veterinária, ele é um apoio. A formação do médico veterinário é muito atrasada às transformações que aconteceram no mercado consumidor dos nossos serviços, então a gestão e o marketing vêm como um auxílio para acelerar esse processo de mudança, que infelizmente ainda é muito lento. Vários profissionais e acadêmicos percebem que falta algo na sua formação, principalmente quando são confrontados com o mundo fora das portas das universidades, lá eles vão lembrar de uma vez por todas que deveriam ter sido alertados que além de doutores e doutoras, eles são prestadores de serviços. Além disso, os novos veterinários, os acadêmicos dos ID_CURSOs, que diferencial eles devem oferecer? Primeiramente eles devem ter em mente que eles terão que ser o melhor naquilo que fazem, ou seja, eu não consigo promover um charlatão, eu não consigo promover um péssimo profissional, eu quero que eles sejam autodidatas, eu quero que eles busquem informação, eu quero que eles estudem cada vez mais porque a medicina veterinária precisa de bons profissionais no quesito técnico. Em segundo lugar, que eles desenvolvam um sentimento ético profissional, que eles aprendam de uma vez por todas que existe um código de ética profissional e que eles deverão seguir esse código de ética profissional. Em terceiro lugar, que eles percebam que existe um mercado consumidor lá fora buscando profissionais com habilidades e competências, acessórios, ou seja, um profissional com habilidades de um bom relacionamento interpessoal, que tenha uma questão de resiliência emocional, que tenha gosto pelo conhecer, pelo saber, pela novidade, pela inovação e que ele esteja capacitado a ser um excelente administrador na carreira e na profissão. E como devem fazer para mostrar esses diferenciais? Quem não busca se mostrar não aparece! Em um nevoeiro quem aparece é a luz do farol, a costa do mar fica escura. Eu quero que eles sejam faróis na profissão e não a costa do mar que fica escura. O farol é que sinaliza no meio do nevoeiro e o nevoeiro que eu falo, é o mercado profissional, que está um pouco confuso ainda. A gente tem uma overdose de mão de obra jogada no mercado sem qualificação, o que gera uma comoditização [transformação de bens em serviços] do serviço veterinário, a gente tem uma falta de fiscalização que ainda facilita o surgimento e o aparecimento de falsos profissionais e a busca de informações através da internet. Então a falta de posicionamento e postura do profissional acaba transformando ele em uma rocha escura e não em um farol. O fato dos profissionais do estado se preocuparem em realizar a 1ª Jornada de Marketing Veterinário significa que o mercado do interior já está se modificando? Eu sou muito crítico sobre essas divisões geográficas. Eu não acredito em mercado do interior e mercado da capital, eu acredito em mercado veterinário como um todo. Eu tenho a grande vantagem de viajar de norte a sul do país, viajo para o exterior, trabalho em todas as cidades de grande, pequeno e médio porte e os anseios são os mesmos, os desejos são os mesmos, a vontade de crescer é inerente às pessoas que querem realmente fazer a diferença. É obvio que existem as diferenças regionais, em termos de comportamento, em termos culturais, em termos de fiscalização. Em cada lugar um fiscal de uma determinada esfera foca em um determinado ponto, mais de uma maneira geral eu não vejo muito isso. O Mato Grosso do Sul hoje me surpreendeu, vi estabelecimentos maravilhosos, conheci profissionais super técnicas e competentes, estruturas operacionais muito bem definidas, então eu particularmente não acredito na divisão geográfica. Eu acho que essa divisão geográfica é muito bonita para o mapa, mas para mim, que vivo de conhecer pessoas, independente das divisões geográficas, desenvolvo caminhos para que elas realizem seus sonhos profissionais. O senhor veio a Mato Grosso do Sul falar sobre o mercado pet, informando como ganhar dinheiro com ele. Existe alguma dica especial? Fechem as torneiras, ou seja, aprendam de uma vez por todas: vocês devem gerenciar o negócio de vocês e que a carreira e o negócio são uma empresa, ou seja, tem que ter controle de custo, tem que saber formação de preço, tem que fazer pesquisa de mercado, tem que fazer licitação, não pode sair a torto e a direito. O planejamento estratégico de todas as ações, dentro do mercado veterinário é o grande caminho.

UNIGRAN - Centro Universitário da Grande Dourados
FONE: (67) 3411-4141 / Fax: (67) 3411-4167
Rua Balbina de Matos, 2121 - Jd. Universitário
CEP: 79.824-900 - Dourados/MS
Todos os Direitos Reservados

Baixe os apps Unigran