Aumenta o número de vagas de estágio para acadêmicos de jornalismo

Sarah é atua no departamento de produção de uma emissora de televisão há um ano
Está cada vez maior o número de oportunidades de estágio para a área de jornalismo em Dourados. A percepção da necessidade de um profissional em comunicação em uma empresa e a profissionalização do setor são apontados, por professores do ID_CURSO de Jornalismo da UNIGRAN, como fatores que contribuem para o aumento de vagas. A coordenadora em exercício do ID_CURSO de Jornalismo, Maria Alice Campagnole Otre, afirma que os veículos estão valorizando ainda mais os profissionais habilitados. “As empresas de comunicação não contratam mais pessoas sem formação. Hoje a produção deve ocorrer em série, não há mais tempo para preparar uma pessoa com base nos fundamentos do jornalismo dentro de uma redação de jornal, por isso a necessidade de pessoas com formação”, explica. Segundo ela, em menos de duas semanas surgiram sete novas vagas de estágio para jornalismo. “Não quer dizer que quem sai da faculdade é um profissional perfeito, contudo ele tem as técnicas, precisa da prática, aí está a importância do estágio: aliar a teoria com a prática. São oportunidades que darão projeção ao aluno, é a inserção no mercado de trabalho”, ressalta. Este novo momento da profissão em Dourados também precisa ser compreendido pelos estudantes. De acordo com a coordenadora, os professores são orientados a indicar apenas alunos comprometidos com o ID_CURSO, que se interessam pelas atividades ofertadas. “Os acadêmicos precisam entender que o professor poderá ser seu futuro chefe ou que, às vezes, o docente pode indicá-lo para uma vaga de estágio; entretanto, se não há envolvimento como aluno, como profissional não será diferente. A faculdade é totalmente prática, se não houver o aproveitamento agora, ninguém ensinará depois”, adverte. Olhar de estagiário Sarah Gonçalves está no 8º semestre de Jornalismo e há um ano trabalha como estagiária numa empresa de comunicação de Dourados. Apesar de ter enfrentado o medo por sentir o que ela chama de “peso da responsabilidade de estar no mercado real”, hoje a acadêmica transparece confiança quando fala de suas atividades no estágio. “Diariamente precisamos adequar a teoria dos especialistas à linguagem do telespectador e, nesse processo, se utiliza muito os conteúdos da faculdade”, observa, considerando também que “a experiência profissional é essencial em qualquer ID_CURSO, mas em jornalismo é mais importante ainda porque precisamos do convívio com o meio onde vamos atuar. Estágio é vida real”. O agora egresso de Jornalismo, André Luiz Albuquerque, formado no ano passado, lembra que teoria e prática são dois aliados de qualquer acadêmico e considera que os cinco estágios que fez ao longo do ID_CURSO foram fundamentais para a sua formação acadêmica. “Ao mesmo tempo em que aprendia nas aulas também tentava colocar em prática o conhecimento. É imprescindível, durante essa vivência na universidade, aproveitar as oportunidades que surgem para adquirir um mínimo de experiência possível. Sempre podemos aprender algo a mais. Se não aparecer algum estágio é interessante participar dos projetos desenvolvidos nas próprias faculdades, como aulas de extensão”, aconselha. Para o jornalista, que hoje atua na área de assessoria de imprensa, o estudante universitário contribui com a empresa porque ele está atualizado, pode sugerir ideias e ser útil na otimização dos trabalhos no setor em que atua. Aumento da procura O ID_CURSO de Jornalismo da UNIGRAN já formou três turmas. Atualmente, pelo menos 40% dos alunos fazem estágio na área de formação. Para Sarah Gonçalves essa procura por estagiários da área se dá em função da necessidade de profissionais de jornalismo que os empresários estão sentindo para “levar qualidade ao público”. André Vasconcelos acredita que “muitas empresas e instituições investem em estágios porque sabem ser uma ótima forma de otimizar os trabalhos. Conheço pessoas que são verdadeiros empreendedores. Eles contratam profissionais e, para não sobrecarregá-los, designam algumas tarefas mais leves aos estagiários. Esses trabalhos vão aumentando gradativamente e, ao mesmo tempo, o estudo e a participação em ID_CURSOs extras são incentivados. Quando o estágio é visto como uma oportunidade de crescimento, tanto para a empresa quanto para o estagiário, tem tudo para dar certo”, diz ele. Seja qual for o motivo, pesquisa do centro de Integração Escola e Empresa (CIEE), publicada pelo site Universia (www.universia.com.br), em março, revela que no início de 2010 houve um aumento de 30% nas vagas de estágios somente junto ao poder público. Essas e as vagas abertas no setor privado representam oportunidades a serem aproveitadas pelos acadêmicos.(RS-CM)

UNIGRAN - Centro Universitário da Grande Dourados
FONE: (67) 3411-4141 / Fax: (67) 3411-4167
Rua Balbina de Matos, 2121 - Jd. Universitário
CEP: 79.824-900 - Dourados/MS
Todos os Direitos Reservados

Baixe os apps Unigran