Jornada de Psicologia da UNIGRAN debate a doença de Alzheimer

Cerca de 40% dos pacientes de Alzheimer também apresentam depressão, ansiedade ou algum ID_TIPO de fobia, diz o psicólogo Israel Félix Dige
A VII Jornada Acadêmica de Psicologia da UNIGRAN foi aberta nesta terça-feira com palestra sobre a doença de Alzheimer, com o especialista em neuropsicologia Israel Félix Dige. Simultaneamente à jornada, está sendo realizada a I Mostra de Trabalhos de Conclusão de ID_CURSO (TCC). O evento termina nesta quinta-feira, com palestras e mesas-redondas. A doença de Alzheimer é degenerativa e progressiva, compromete o cérebro e causa a diminuição da memória, dificuldade no raciocínio, pensamento e alterações comportamentais. Na maioria das vezes é diagnosticada em pacientes com idade acima de 60 anos. Entretanto, o especialista observa que existe uma disseminação errônea e confusão das pessoas sobre a doença. Muitas delas a associam com a esclerose e demência. “Recebemos pacientes jovens com idades entre 25 e 35 anos que por apresentar dificuldade no vinculo afetivo - pessoal, profissional, acadêmico – acreditam que estão com algumas dessas doenças”, disse Israel Diege. Associar a depressão e o estresse também é uma das grandes confusões. A doença de Alzheimer é dividida em duas fases. A pré-clinica e a fase clinica. A primeira pode surgir a partir de 45 anos, quando o indivíduo apresenta frequente problemas de memória (esquecimento). Em alguns casos, segundo o especialista, o paciente não apresenta prejuízo funcional (não acarreta transtornos na vida diária), sendo uma pessoa produtiva, porém com déficit de memória. Esse ID_TIPO de paciente deve ser acompanhado a cada dois anos, devido a possibilidade de vir a desenvolver a doença ser grande. Já na fase clinica o indivíduo tem dificuldades de fazer atividades de rotina. Geralmente se inicia aos 60 e 65 anos, mas se for inferior é identificada como precoce, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS). Essa fase é dividida em estagio leve (sem prejuízo funcional), moderada (perda de memória e dependência das pessoas em algumas tarefas), e a de total dependência (paciente tem que estar ao zelo de um cuidador, já que não é capaz, inclusive, de realizar tarefas de higiene pessoal, como o banho). O especialista destacou ainda que cerca de 40% das pessoas com Alzheimer tem depressão, como também apresentam ansiedade e algum ID_TIPO de fobia. A prevalência da doença é maior entre as mulheres. A depressão, segundo ele, se dá em decorrência do paciente saber que é portador de uma doença que não tem cura. A VII Jornada de Psicologia da UNIGRAN conta com palestras, mesas-redondas e mini-ID_CURSOs nos períodos da manhã e da noite. Entre os temas de destaque sugeridos pelos acadêmicos, que prepararam a Jornada com a coordenação do ID_CURSO, foi às temáticas de “letras de músicas na pesquisa em psicologia e educação” e “como lidar com a espiritualidade e crenças dos pacientes na psicologia”. A solenidade de abertura contou com a participação da pró-reitora de ensino e extensão, Terezinha Bazé, a coordenadora do ID_CURSO, Aletéia Henklain Ferruzzi, a diretora da Faculdade de Ciências Biológicas e da Saúde, Adriana Mestriner Felipe de Melo, e a organizadora da mostra de TCC, Adriana Onofre. (FV)

UNIGRAN - Centro Universitário da Grande Dourados
FONE: (67) 3411-4141 / Fax: (67) 3411-4167
Rua Balbina de Matos, 2121 - Jd. Universitário
CEP: 79.824-900 - Dourados/MS
Todos os Direitos Reservados

Baixe os apps Unigran