Psicologia busca novos espaços no mercado de trabalho

ID_CURSO de Psicologia da UNIGRAN comemorou dez anos com conferência da psicóloga Ana Bock, na quinta-feira.
A Psicologia ao alcance da sociedade. Esse é o compromisso que a professora Ana Mercês Bahia Bock, doutora em Psicologia Social e professora da PUC de São Paulo defende para a profissão. A psicóloga foi a convidada especial da conferência da comemoração dos dez anos do ID_CURSO de Psicologia da UNIGRAN, na noite desta quinta-feira. A solenidade reuniu professores, acadêmicos e profissionais, a maioria formada na UNIGRAN. Um vídeo institucional com fotos de ex-alunos e professores resgatou parte do histórico do ID_CURSO, que neste ano forma a sétima turma. A comemoração foi especial. “Ao analisar os nossos egressos notamos a excelência dos profissionais que estão no mercado. Hoje, eles são empresários, são professores do nosso ID_CURSO e de outras instituições, são alunos do mestrado, orgulho de dizer que foram nossos alunos”, disse a coordenadora de Psicologia da UNIGRAN, Aletéia Henklain Ferruzi, em disID_CURSO na solenidade de abertura. Dois professores e ex-coordenadores do ID_CURSO, Sandra Armôa e Luiz Antônio Martins, foram homenageados pelos relevantes trabalhos prestados a psicologia, no seu desenvolvimento e condução a excelência. A solenidade foi acompanhada pela reitora Rosa Maria D’ Amato De Déa e pela pró-reitora de Pesquisa e Pós-Graduação, Bernadeth Bucher. Para ampliar o conhecimento acadêmico, a conferência dos dez anos do ID_CURSO de Psicologia na UNIGRAN trouxe ao debate as perspectivas da profissão, que foi regulamentada no Brasil em 1962. São quase 50 anos de ciência e história. A conferencista Ana Bock lembra que no decorrer desses anos a Psicologia sempre teve compromisso com a sociedade, mas ainda não está ao alcance da população. Ela avalia a necessidade de se pensar de forma diferenciada, rever novos conhecimentos, buscar nova formação e conquistar espaços no mercado de trabalho. Somente assim os psicólogos poderão ampliar sua atuação. “Temos que lutar por políticas públicas, buscar um novo compromisso com a sociedade brasileira”, pontua. Para isso, segundo a professora, é preciso dialogar de forma critica com as teorias. Os principais teóricos são europeus, o que na sua análise, apresentam uma ciência diferente da cultura e da realidade brasileira, que é de desigualdade social. “Temos que entender que o Brasil tem sujeitos específicos da própria realidade. Os sujeitos não são universais”. Ana Bock considera a psicologia pertencer ainda à elite, mas lembra que na última década vários movimentos de profissionais e acadêmicos tornaram-se compromissados a ampliar as áreas de atuação, conquistar novos espaços. Como exemplo cita a psicologia na educação, na saúde do trabalhador, na justiça. (FV)

UNIGRAN - Centro Universitário da Grande Dourados
FONE: (67) 3411-4141 / Fax: (67) 3411-4167
Rua Balbina de Matos, 2121 - Jd. Universitário
CEP: 79.824-900 - Dourados/MS
Todos os Direitos Reservados

Baixe os apps Unigran