Vida moderna tira a infância da criança

Professora Ângela Costa diz que excesso de atividades e compromissos decorrem da preocupação dos pais e da escola com o futuro das crianças.
Com a agenda cheia de compromissos, as crianças estão perdendo a infância para se tornarem adultas cada vez mais cedo. Além da escola, elas fazem aula de balé, judô, futebol, inglês, tudo definido por uma agenda que as condicionam a exercerem tarefas muitas vezes impostas pelos pais. A infância na vida moderna foi tema de discussão no ID_CURSO de Pedagogia da UNIGRAN, no Dia do Educador Infantil, comemorado em 20 de maio. A preocupação dos pais com o futuro dos filhos e as transformações da sociedade e dos métodos pedagógicos em sala de aula tem contribuído para as crianças perderem parte da infância. A avaliação é da doutora em Educação, Ângela Maria Costa, professora da UFMS e coordenadora do Núcleo Regional da Aliança pela Infância de Mato Grosso do Sul. “Estamos voltando os nossos conceitos para o século XVII”, disse a professora, que foi a conferencista no Dia do Educador Infantil. Ela compara a vida moderna com antigamente, quando quase não existia diferença entre o mundo do adulto e o da criança. Um exemplo disso é a roupa. “Hoje em dia não há limitação do ser adulto e ser criança. E quando existe, elas se misturam”, ressalta a conferencista, apontando ainda que as crianças, levadas pelos pais, invadiram o espaço dos adultos, nos ambientes noturnos. “Isso demonstra que os filhos não têm onde frequentar”. A visão “adultocêntrico” foi destacada como um dos fatores preocupantes. A falta de tempo de ser criança, segundo a pesquisadora, faz aumentar os casos de stress, hiperatividade, em decorrência do excesso de atividades, de compromisso. Já aquelas que não têm uma agenda pré-estabelecida são dominadas pelos meios eletrônicos, especificamente a televisão, vídeo game e computador. O papel da escola no ser criança é fundamental. Ângela Maria Costa ressalta que elas são vistas pelos professores como estudantes e não como crianças. Com papeis invertidos considera as escolas preparadas a atender principalmente os pais. Pontuou então as principais problemáticas na educação do século XXI: antecipação da idade das crianças na educação escolar, a priorização da leitura e da escrita como sendo a mais importante, a cumplicidade da escola com o fim da infância e a visão de que a criança é o adulto do futuro. Comemoração Atrações culturais de acadêmicos do ID_CURSO de Artes Visuais enriqueceram a comemoração do Dia do Pedagogo. A festa foi dedicada aos profissionais, mas quem ganhou foram os alunos. “É importante debatermos diferentes temáticas. O ID_CURSO prioriza discussões. Essa, por exemplo, que retrata sobre a infância da criança contribui para nós educadores repensar o que estamos propondo em sala de aula”, finaliza a acadêmica Nívea Rosa de Oliveira. (FV)

UNIGRAN - Centro Universitário da Grande Dourados
FONE: (67) 3411-4141 / Fax: (67) 3411-4167
Rua Balbina de Matos, 2121 - Jd. Universitário
CEP: 79.824-900 - Dourados/MS
Todos os Direitos Reservados

Baixe os apps Unigran