Anima Mundi Brasil atrai todos os públicos na UNIARTE.

Crianças, jovens e adultos foram atraídos para as sessões de animação, promovidas em parceria com o SESC-Dourados.
O Anima Mundi Brasil, projeto do Serviço Social do Comércio (Sesc) apresentado durante a XXIV UNIARTE, atraiu diversos. Por meio da leitura visual tecnológica, crianças e adultos se divertiram ao assistir às animações projetadas no Espaço Multicultural da UNIGRAN. A proposta do projeto foi trazer para o público infantil e adulto as ferramentas sobre os desenhos animados. “As pessoas podem estar brincando e também explorando uma visão artística particular e contemporânea, usando o reID_CURSO de multimídia”, como conta Mariana Simões Ferreira Bueno, 25, responsável pela área de cultura do Sesc. Mariana explica que o Anima Mundi Brasil – no geral –, “tem como objetivo lançar mão de vários artistas que trabalham esses reID_CURSOs tecnológicos, para trazer conhecimento para uma discussão do público geral”. Neste ano, foi selecionado o melhor do Anima Mundi, as melhores produções de animação no projeto que têm três sessões diferentes: infantil; público geral e adulta. Um dos vídeos conta a história de uma traça. Ela vive dentro de um casaco de uma costureira, e de repente é levada à biblioteca, onde vive grandes aventuras. Essa animação tem uma linguagem infantil, divertida e educativa, aborda a questão de se viver novas aventuras, sair do próprio ambiente, e se relacionar com pessoas diferentes. A construção desses desenhos é feita através de massinhas ou de desenhos por meio dos reID_CURSOs de informática de 2D e 3D (2ª e 3ª dimensão), que é quando se dá a devida animação para as imagens. Os vídeos do “Melhor do Anima Mundi” são produções brasileiras. A mostra na UNIGRAN deve servir de estímulo para que os artistas de Dourados também se aventurem nesse trabalho. Segundo Mariana, por aqui o número de interessados ainda é pequeno e poucos dominam os reID_CURSOs de informática necessários à produção dessas animações, mas pelo menos a curiosidade foi despertada. “Fiquei impressionada, porque aqui, na UNIGRAN, quando a gente ligou os aparelhos, os acadêmicos estavam chegando, e pelo som e pelas imagens, eles foram parando, então, envolve todo mundo, independente da faixa etária”. Lucivânia Antônia Pelloso, 28, educadora do Projeto Anjo da Guarda, saiu de Deodápolis – 100 km de Dourados – para trazer seus alunos. “As crianças estão muito animadas, eu as incentivei muito para vir”, pois também é acadêmica do 1° ano de Artes Visuais. Para ela, o Anima Mundi e a UNIARTE fizeram o resgate da cultura. “A gente pouco encontra hoje e a UNIARTE é uma oportunidade de eles estarem se encontrando, vendo os trabalhos e participando do evento”, disse. A proposta na UNIARTE é mostrar para os professores a possibilidade de utilizar a informática como um reID_CURSO didático a ser explorado em sala de aula, para isso, é necessário o conhecimento específico do professor na área tecnológica. (por Sarah Gonçalves, acadêmica do 4º semestre de jornalismo da UNIGRAN).

UNIGRAN - Centro Universitário da Grande Dourados
FONE: (67) 3411-4141 / Fax: (67) 3411-4167
Rua Balbina de Matos, 2121 - Jd. Universitário
CEP: 79.824-900 - Dourados/MS
Todos os Direitos Reservados

Baixe os apps Unigran