Consumo elevado de energia é a maior reclamação da população.

Na consulta pública feita pela Agepan, ontem, na UNIGRAN, foram colhidas reclamações sobre serviços de energia elétrica.
A maior parte das reclamações contra a empresa distribuidora de energia elétrica (Enersul), para a região de Dourados, é o aumento da fatura da conta de energia. Na manhã desta quinta-feira (9), durante consulta pública sobre a qualidade dos serviços da Enersul, Odila Lange, diretora do Procon, afirmou que a maioria das reclamações à concessionária diz respeito ao consumo elevado. A consulta, realizada no anfiteatro da UNIGRAN, contou com a participação de acadêmicos da Instituição, representantes da Enersul, das agências reguladoras, nacional e estadual, entidades de defesa dos consumidores e do Ministério Público. Durante a reunião, a qualidade dos serviços oferecidos pela Enersul foi questionada. A diretora do Procon apontou que, neste ano, a Enersul está em quatro lugar no ranking de queixas em Dourados, com 73 reclamações, muito distante da primeira colocada, com 617. Junto à concessionária, o Procon conseguiu solucionar 79,46% dos casos. Segundo a diretora, ao longo dos oito anos que está à frente do órgão 87% das reclamações foram resolvidas. Entre as reclamações que chegam ao Procon, as principais estão relacionadas à cobrança indevida, consumo elevado e alto preço cobrado na fatura. No entanto, Odila elogiou os serviços prestados pela empresa que beneficiou o consumidor com a tarifa social e a implantação do Atendimento ao Consumidor (SAC), que fez reduzir os números de reclamações. Em 2007 foram 121 queixas, com 93,39% dos casos resolvidos pelo Procon. O promotor de justiça do Patrimônio Público, Paulo César Zeni, também afirmou que a maioria das reclamações que chega aos promotores da região do Cone-sul se refere ao aumento da conta de energia, e a cobrança em duplicidade. Ele disse que o argumento da concessionária se atribui à baixa densidade demográfica do Estado, resposta que não pode ser aceita principalmente agora que a Enersul está com nova direção. As reclamações apresentadas na consulta serão encaminhadas à Enersul, afirmou Paulo Henrique Silvestre Lopes, superintendente de Fiscalização dos Serviços de Eletricidade da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica). Ele acrescentou que as demandas apresentadas na consulta também servem de subsídios à fiscalização, a ser realizada em novembro pela Agepan. A prática de furtos e fraudes de energia elétrica no Estado, segundo ele, representa 12% das perdas técnicas que somam 23% do consumo. E quem paga a diferença é o consumidor. Segundo o diretor-presidente da Agepan Anízio Pereira Tiago, a agência já tem traçado um plano de fiscalização ordinária dos serviços da Enersul para analisar o que foi exposto na consulta pública, identificar aspectos que eventualmente ainda não foram contemplados e incluir na fiscalização. (FV)

UNIGRAN - Centro Universitário da Grande Dourados
FONE: (67) 3411-4141 / Fax: (67) 3411-4167
Rua Balbina de Matos, 2121 - Jd. Universitário
CEP: 79.824-900 - Dourados/MS
Todos os Direitos Reservados

Baixe os apps Unigran