Jornada de Veterinária trata de custos e lucratividade na pecuária de corte.

Em palestra na UNIGRAN, zootecnista Hélio de Biase reforçou que a genética, nutrição e sanidade são pontos decisivos na lucratividade do criador.
Os custos de produção de bovinos de corte, desde a reprodução até o abate dos animais, foi tema de palestra da IV Jornada de Medicina Veterinária da UNIGRAN. Na quarta-feira (10), o zootecnista, Hélio de Biase, ministrante da palestra, falou sobre a importância do médico veterinário na criação dos bovinos, a integração entre agricultura e pecuária nessa atividade e, também, sobre a conquista de mercado na região. Segundo o palestrante, a produção de alimentos para os animais gera a integração entre agricultura e pecuária, que também é fundamental para a economia, pois há uma diversificação na produção. Nesse cenário, o que parece ser um paradoxo é um dos caminhos da lucratividade. “Temos a produção de agricultura, para produção de carne”, disse o zootecnista. Biase afirmou que para uma boa produtividade é fundamental que se tenha animas de alto padrão genético, nutrição adequada e boa sanidade dos animais, que é dever do médico veterinário. “Esses três graus da cadeia têm que estar aliados, para gente conseguir resultados na produção do novilho precoce”, reforçou. O palestrante disse ainda que a região tem obrigação de conquistar mercado para ganhar referência. E afirmou que essa é uma área em ascensão. “É uma área bem abrangente, tem vários ramos. Aqui na região basicamente é a produção de animais de grande porte”, falou o zooctenista. O aluno Jean Carlos Jesus Oliveira, do terceiro semestre de Medicina Veterinária da UNIGRAN, disse que a palestra foi interessante, pois tratou desde a reprodução do animal com alta qualidade genética até o abate no frigorífico. Ele lembrou que, além de cuidar da sanidade do rebanho, o médico veterinário também pode atuar na reprodução animal. “O médico veterinário vai entrar com as técnicas de reprodução, no caso a IA ou a IAPF, uma escolha que vai aumentar o ganho genético, e que vai fazer com que nasçam touros precoces, com maior desempenho no frigorífico”, afirmou. Com diferentes enfoques, a bovinocultura foi assunto de seis palestras técnicas da IV Jornada de Medicina Veterinária da UNIGRAN. (MC)

UNIGRAN - Centro Universitário da Grande Dourados
FONE: (67) 3411-4141 / Fax: (67) 3411-4167
Rua Balbina de Matos, 2121 - Jd. Universitário
CEP: 79.824-900 - Dourados/MS
Todos os Direitos Reservados

Baixe os apps Unigran