Jornada de Educação Física da UNIGRAN é aberta com foco na responsabilidade social.

Luiz Antônio disse que educador físico tem o dever de intervir na educação e na saúde da sociedade como forma de elevar o bem-estar social.
A intervenção profissional e a responsabilidade do educador físico na formação integral do indivíduo foram tratadas na abertura da I Semana Acadêmica de Educação Física da UNIGRAN, nesta quinta-feira. A importância do profissional nas três vertentes da formação superior do ID_CURSO – saúde, esporte e educação – foram destacadas por Luiz Antônio Stopa, membro do Conselho Regional de Educação Física de Mato Grosso do Sul (CREF-11/MS). A cada dia aumenta a consciência de que combater o sedentarismo e a busca pelo bem-estar social com a prática de esportes é importante tanto para as crianças como para os adultos. O culto do corpo, que ganhou força nos anos 80 no Brasil e no mundo, tem sido um dos principais paradigmas da profissão, mas Luiz Antônio deixa claro que o educador físico trabalha com a formação integral do indivíduo dentro de um contexto social e não somente com o corpo. Em 1998, foi criada a Lei 9.696 que regulamentou a profissão. Nesses 10 anos de existência muitas conquistas foram alcançadas, mas ainda falta estruturar os conselhos regionais para fomentar a participação dos profissionais na melhoria da qualidade de vida da sociedade. “Vivemos um momento importante para definir os rumos da profissão que virá somente através da participação ativa e uma ampla discussão com todos os educadores físicos”, acrescenta. Para ele, a regulamentação da profissão valoriza e reforça a pluralidade da atuação e deveres do educador físico em um campo abrangente, especificamente, como promotor de saúde na construção do bem-estar e no contexto sócio-cultural da profissão. Entretanto, ele avaliou que a responsabilidade ética e a qualidade do exercício dos profissionais é que vão fortalecer a regulamentação, não somente o diploma de formação universitária. Na prática, além de saber como planejar programas de exercícios e definir o que é mais adequado para uma pessoa ou para um grupo, o educador físico é capaz de orientar posturas corporais e aprimorar o condicionamento físico e o desempenho das pessoas. Contudo, Luiz Estopa considera que a profissão vai muito além da prática de esportes. A intervenção profissional, com os conhecimentos científicos, pedagógicos e técnicos tem como função trabalhar com a auto-estima do indivíduo. Como exemplo, ele cita que muitos profissionais atuam por um longo período com os atletas, suficiente para conhecê-los e identificar a sua conduta, dificuldades e anseios. “Na escola, nos clubes, temos o dever de interferir na educação e na saúde da sociedade”, disse, ressaltando o slogan da profissão “Tenha um educador físico ao seu lado para não precisar de um médico”. Entre as atribuições da profissão, destacou ainda que uma das principais funções do educador físico está na prevenção de doenças, combate ao sedentarismo e uso de drogas e indicar o melhor caminho para se exercitar de forma prazerosa. Das vertentes da formação do educador físico - saúde, esporte e educação – a pró-reitora de ensino e extensão da UNIGRAN, Terezinha Bazé de Lima, destacou na cerimônia de abertura da Semana Acadêmica a atuação do ID_CURSO de Educação Física através dos vários projetos de extensão que são desenvolvidos na comunidade, com crianças, jovens e adultos. Para o professor Carlos Muchão Castilho, coordenador do ID_CURSO, a contribuição do corpo docente, a estrutura curricular e o apoio dos alunos e da Instituição têm garantido a Educação Física levar qualidade de vida a sociedade. Ele ressalta que a Semana Acadêmica irá tratar os mais diversos temas para uma importante programação de ID_CURSOs e palestras de atualização profissional. (FV)

UNIGRAN - Centro Universitário da Grande Dourados
FONE: (67) 3411-4141 / Fax: (67) 3411-4167
Rua Balbina de Matos, 2121 - Jd. Universitário
CEP: 79.824-900 - Dourados/MS
Todos os Direitos Reservados

Baixe os apps Unigran