Alunos e profissionais de Odontologia participam de palestra na UNIGRAN.

Na sexta-feira, cirurgião-dentista José Suzano ministrou palestra das pré-jornadas de Odontologia, que acontecem na UNIGRAN, nesta semana.
Acadêmicos de Odontologia e cirurgiões-dentistas de Dourados participaram da palestra “Disfunção Têmporo-Mandibular e Dor Facial”, na UNIGRAN, na sexta-feira (29). A palestra, que anuncia a I Jornada de Odontologia da Instituição, foi ministrada pelo professor José Suzano de Medeiros, e contou com o apoio do Conselho Regional de Odontologia do Mato Grosso do Sul. Segundo Medeiros, as dores faciais e as disfunções são especialidades da Odontologia em ascensão no mercado de trabalho. Ele falou da importância em se debater o tema na comunidade acadêmica e também com os profissionais da área. “A idéia é firmar que a dor orofacial, a oclusão, a disfunção, não pertencem a nenhuma disciplina, e você [dentista] trabalha com dor e disfunção. Não importa o grau de estudo do profissional, importa que ele tenha que cultuar uma boa oclusão”, explicou. José Suzano acrescentou que 56% das dores de cabeça podem ser causas de disfunção nas regiões da têmpora e da mandíbula. Em sua opinião, é o cirurgião-dentista quem deve fazer o tratamento desses pacientes. “Se você estudou anatomia, estudou músculo, mau posicionamento de mandíbula, má oclusão, você tem que devolver ao paciente o que realmente ele precisa que é a estabilização da mandíbula sob a maxila”, reforçou. Relacionar conteúdos básicos, vistos em sala de aula, com a prática clínica foi o objetivo da palestra aos alunos de Odontologia. O coordenador do ID_CURSO, Alcides Moreira, afirma que dessa maneira os acadêmicos passam a ver que toda prática clínica exige o conhecimento básico. “Esse ID_CURSO tenta relacionar todo o conteúdo que eles têm nas disciplinas básicas, numa disciplina clínica, que é a área de disfunção têmporo-mandibular, uma área em ascensão na odontologia”, afirmou. Sobre a presença de muitos profissionais na palestra o coordenador destaca que incentivar a relação entre acadêmicos e profissionais é um dos objetivos do ID_CURSO de Odontologia desde a sua criação. “Abrir a UNIGRAN pra comunidade profissional, trazer o profissional dentista para se reciclar na faculdade. Todos podem ajudar, tanto os profissionais ajudarem os acadêmicos, como o que aconteceu hoje, o meio acadêmico trazer uma palestra para reciclar as práticas profissionais”, disse o professor Alcides. Silvano da Silva Silvestre, presidente do Conselho Regional de Odontologia do MS, disse que o papel do Conselho é apoiar as iniciativas relativas à Odontologia, inclusive no meio acadêmico. “Nós temos uma visão em nossa administração de que não devemos ficar só na fiscalização, nós devemos procurar também a melhoria da condição do trabalho do profissional cirurgião dentista, da qualidade de vida do cirurgião dentista”, disse ele. A dentista Márcia Pasquarelli, especialista em Ortodontia, falou que a estatística de dor hoje é muito alta e que o profissional deve estar preparado para tratar desses problemas. Sobre o contato e formação dos acadêmicos da UNIGRAN, ela acredita que eles têm uma formação diferenciada da sua e que isso é importante. “Eles estão tendo o que eu não tive na minha formação, uma visão diferente da Odontologia hoje e um preparo bem melhor”, afirmou. A I Jornada Acadêmica de Odontologia da UNIGRAN SERÁ ABERTA NESTA QUINTA-FEIRA, 4, e prossegue até sábado. Juntamente com o evento, serão realizados a “I Jornada de Odontologia da Grande Dourados”, o “I Encontro de Saúde Bucal” e o “I Fórum de Saúde Bucal Indígena de Dourados”. (MC)

UNIGRAN - Centro Universitário da Grande Dourados
FONE: (67) 3411-4141 / Fax: (67) 3411-4167
Rua Balbina de Matos, 2121 - Jd. Universitário
CEP: 79.824-900 - Dourados/MS
Todos os Direitos Reservados

Baixe os apps Unigran